‘O maior problema do sistema penitenciário é a corrupção’, diz ministro

Em tempos de crise penitenciária com chacinas no Brasil, o ministro da Justiça, Alexandre Moraes, tenta dar respostas à questão e encontrar motivos e soluções para o caso. Em entrevista ao jornal O Globo, o comandante da Pasta resumiu em uma frase o que pode ser talvez a explicação mais precisa para o descontrole carcerário: “O maior problema do sistema penitenciário na questão do crime organizado é a corrupção”.

MNISTRO-SEGURANÇA

De acordo com o jornal carioca, Moraes ressalta a importância de todas as autoridades passarem pelos equipamentos de segurança dos presídios, incluindo promotores e juízes.

“Tem que construir presídio, mas só presídio não resolve. Vamos aparelhar os presídios com “scanner”, bloqueador de celular, raio-x. Só que temos que capacitar agentes penitenciários, e isso está no plano de segurança, e fazer um combate eficaz à corrupção. O que adianta ter bloqueador de celular e “scanner” se, na hora de passar no equipamento, houver corrupção?”, indagou o ministro.

Moraes vai além quando fala da importância de se passar pelo “scanner”, lembrando que nos aeroportos não há diferenciação para autoridades.

“O que custa passar no “scanner”? Todas essas autoridades quando viajam não têm que passar pelo raio-x do aeroporto? Quando vão para o exterior, não têm que passar naquele que põem a mão? Alguém se nega? Se se negar, não entra no país. Alguns diretores pedem para deixar desbloqueado o setor da administração. Fica mais caro, porque tem que fazer um desbloqueio do bloqueio. E pode vir a gerar a corrupção. Enquanto está trabalhando, ninguém tem que falar ao celular, deve falar no telefone fixo. Então o bloqueio vai ser integral”, afirmou.