Gato por lebre: Sal ao invés de cocaína

Foi preso na noite deste domingo, dia 26, por volta das 23h30, o jovem José Luiz Ramos Polanco, 22 anos, vulgo ‘Lorin’. Pesa contra ele, mais de 15 ocorrências no lado boliviano por roubo a mão armada, além de ser procurado por recompensa pela Justiça da Bolívia.

JOSE_LORIM_PRESO_07-660x419

O trabalho de captura realizado por homens do 10º Batalhão da PM do Alto Acre, aconteceu após serem acionados para verificar um possível tiroteio no Bairro José Hassem, localizado na cidade de Epitaciolândia.

No bairro, souberam que o suspeito de efetuar os disparos teria se evadido a pé rumo ao Bairro Satel, também em Epitaciolândia. Com as características, foi fácil descobrir quem seria e chegaram até a casa, onde foi encontrado juntamente com a arma, um revolver marca Rossi, calibre 38 com duas cápsulas deflagradas.

A história de José ‘Lorin’ com o crime já vem de longas datas. Após confessar que é usuário de drogas, disse que havia saído de casa para comprar uma ‘trouxinha’ e teria encontrado um vendedor, conhecido pelo apelido de ‘Modelo’. Este lhe vendeu, mas, não seria cocaína, e sim, sal.

JOSE_LORIM_PRESO_20-660x440

Ao descobrir, José sacou o revolver e disparou ao menos duas vezes contra ‘Modelo’ que saiu correndo escapando da morte. Ao ser detido e levado para a delegacia, o acusado disse que ainda acertará as contas com o vendedor.

José disse que já foi preso no lado brasileiro pelo crime tráfico de drogas, e que teria recebido os benefícios da Lei, sendo liberado a quase dois anos. O mesmo ficaria à disposição do delegado que vai lhe ouvir pela parte da manhã desta segunda-feira, dia 27, e possivelmente será encaminhado ao presídio na Capital, onde irá esperar para responder pelos crimes de porte ilegal de arma de fogo e tentativa de homicídio.

Até o fechamento desta, o homem que é acusado de tentar vender o sal como se fosse cocaína à José, não teria se apresentado para registrar queixa de tentativa de homicídio contra sua pessoa. Com informações O Alto Acre.