Justiça concede HC ao ex-prefeito de Plácido de Castro

roney-300x199

A Justiça concedeu o habeas corpus ao ex-prefeito de Plácido de Castro, Roney Firmino, preso no dia 5 por supostamente estar atrapalhando o processo que apura as irregularidades encontradas durante a Operação Labor. Ele e um ex-pregoeiro acabaram detidos no mesmo dia pela Polícia Federal. Segundo a assessoria de imprensa da PF, os detidos estavam descumprindo a decisão das medidas cautelares impostas pelo Tribunal de Justiça, mas não citou quais seriam os casos de descumprimento.

O ex-prefeito de Plácido de Castro, de Santa Rosa, Rivelino Mota, do Bujari, Raimundo Ramos, foram presos na segunda fase da Operação Labor, a Melione, no final do ano passado, acusados de fraudar licitações.

De acordo com a polícia, os ex-gestores obtinham notas fiscais para justificar gastos, mas os produtos ou os serviços não teriam sido realizados. Os pregoeiros indicados pelos políticos “escolhiam” as empresas que concordavam com o esquema.

O processo contra os acusados corre na Vara Criminal de Plácido de Castro.

Freud Antunes