Ex-ministro petista: “Eleições devem ser diretas ou diretas”

O ex-ministro petista Gilberto Carvalho falou hoje sobre o cenário político do país e uma possível saída do atual presidente Michel Temer. Pró-diretas, Carvalho disse que PT deve ficar de fora, caso sejam realizadas eleições indiretas, a exemplo do que ocorreu em 1985, quando Tancredo Neves foi o escolhido e o partido expulsou de seu quadro três deputados que participaram da votação.

“Não podemos vacilar, é direta ou direta”, disse ao O Globo.

Apesar de buscarem as diretas, o partido reconhece que a aprovação da emenda constitucional para realizá-la é o caminho mais difícil.

Além do PT, PSB, PDT, PCdoB, PSOL e REDE também defendem esse tipo de eleição.