Militares do Exército reforçam segurança de quartel em Cruzeiro do Sul

Após a onda de ataques registrados nos últimos dias, o Exército reforçou a segurança do quartel em Cruzeiro do Sul. Como se trata de uma área de fronteira, os militares podem realizar bloqueios em rios e estradas para combater crimes transfronteiriços. A maior preocupação nesse momento está sendo a própria segurança com as instalações do Batalhão.

Foto: Reprodução

O comandante do 61º Bis, Tenente Coronel El-Ãmme, explicou que as ações também são para colaborar com os órgãos de segurança pública.

“Nós recebemos a ordem do nosso comandante da brigada para que intensificássemos o patrulhamento e a segurança das nossas instalações, do patrimônio sobre nossa responsabilidade, e de alguma forma colaborar com os órgãos de segurança para na prevenção e repressão dos ilícitos transfronteiriços, principalmente o tráfico de drogas na região. É o que fizemos nesse período”, explicou.

O armamento do exército chegou a ser reforçado para oferecer maior segurança aos profissionais e armas.

“Temos normas de seguranças bastante rígidas. Diante dessa instabilidade, temos uma preocupação com nossos armamentos e com nosso pessoal. Tendo em vista este ambiente instável, nós intensificamos nossa segurança, aumentamos o efetivo do nosso pessoal de serviço, com mais armamento, com uma segurança que consideramos muito boa”, enfatizou.

O comandante falou ainda da preocupação e medidas tomadas em relação aos militares quando estão com suas famílias nos momentos de folga, apesar de não haver nenhum registro de ameaça.

“Temos essa preocupação, pelo que sabemos não chegou nenhuma ameaça, a gente recomenda aos nossos militares o cuidado com os locais onde frequenta, e não só aos militares mas ainda aos seus familiares, de forma que como toda população faz, onde estiver um ambiente instável tem que está sempre atento e com os devidos cuidados”, finalizou. Com informações JuruáOline.