Prefeitura atua em vários pontos da cidade para garantir normalidade depois do temporal ocorrido nesta sexta-feira em Rio Branco

O prefeito Marcus Alexandre lidera a força tarefa, composta pela Defesa Civil Estadual e Municipal, Corpo de Bombeiros, SEMSUR, EMURB, Secretarias de Meio Ambiente e Assistência Social, que atua desde a hora da chuva na tarde desta sexta-feira e durante todo o sábado, quando os trabalhos foram reiniciados.

Às seis horas da manhã, na SEMSUR, ao lado do senador Jorge Viana, deputado federal Raimundo Angelim e presidente da Assembleia Legislativa, deputado Ney Amorim, o prefeito convocou as equipes para trabalhar até que a normalidade seja reestabelecida, com árvores caídas e entulhos retirados das vias, assim como a energia elétrica reestabelecida em alguns pontos.

Do pátio da SEMSUR, na Baixada, caminhões, máquinas e tratores saíram para retomar o trabalho. “Nossa determinação é garantir a normalidade em todas as regionais e para isso vamos trabalhar todo o sábado e domingo se houver necessidade. Só temos agradecer ao governo do Estado, que por meio do Corpo de Bombeiros e Defesa Civil, que é parceiro nesse momento difícil”, citou o prefeito.

Os ventos, que atingiram a marca de 70 e 95 quilômetros por hora e a chuva de 112 milímetros em 1 hora, o que significa 72% do previsto para todo o mês de outubro, ocasionaram a derrubada de 120 árvores em vários pontos. No Calçadão da Benjamin Constant, o prefeito, junto com os vereadores Juruna, Elzinha Mendonça e Manuel Marcos, presidente da Câmara Municipal, percorreu toda a extensão avaliando os estragos causados pela queda de cinco árvores. A equipe da SEMSUR agiu rápido, removendo as árvores para que os camelôs voltassem a comercializar seus produtos.  Alguns quiosques atingidos serão reparados.

Antes das 9 horas da manhã, a enorme árvore que caiu no Mercado do Quinze, e que causou graves danos a quatro veículos, também foi retirada. O mais antigo comerciante do Mercado do Quinze, que atua no local desde 1978, Telmo Pinho, conta que nunca havia presenciado cenas como as que viu na tarde de sexta-feira. Ele ficou agradecido pela ida do prefeito e equipe ao local e a retirada da árvores. “Pensei que o vento ia levar todo o Mercado, de tão forte que era. Agora já está tudo tranquilo e estamos vendendo normalmente”.

A mesma agilidade da equipe garantiu também a normalidade no trafego no Centro, na região da Praça Povos da Floresta, nas primeiras horas da manhã.

No Bairro João Eduardo, a equipe viu de perto o estrago causado pelo telhado de um prédio, que destruiu uma casa e afetou outra. Depois da emissão do laudo pela Defesa Civil, a casa será refeita. A assistência às famílias dada Prefeitura está amparada na Lei do Sistema Único de Assistência Social (SUAS) – que permite que o poder público auxilie famílias em caso de sinistros, como ventanias, enchentes incêndios. “São os benefícios eventuais previsto na Lei”, explicou Dôra Araújo, secretária de Cidadania e Assistência Social.

O senador Jorge Viana, que preside a Comissão de Mudanças Climáticas do Congresso Nacional, destaca que “estamos vivendo já os eventos extremos causados pela mudança climática. Neste momento nos solidarizamos com as famílias e damos todo o apoio que o prefeito Marcus Alexandre necessitar”. O deputado federal Raimundo Angelim, exaltou a força de trabalho das equipes da SEMSUR e demais parceiros. “São equipes que se desdobram lideradas pelo prefeito Marcus Alexandre e nos orgulham muito”. Ney Amorim, presidente da ALEAC, e o vereador Manuel Marcos, presidente da Câmara, citam a força da união entre os poderes no auxilio as famílias atingidas. “É hora de união para auxiliarmos as famílias atingidas”, disse o deputado Ney Amorim. “Aqui estão os poderes executivo e legislativo para dizer ao povo, que estamos na rua trabalhando”, finalizou Manuel Marcos. A vereadora Elzinha Mendonça também acompanhou o prefeito Marcus Alexandre e as equipes desde as primeiras horas da manhã, onde visitaram os bairros mais atingidos pelo temporal.

O prefeito acompanhou também o trabalho de retirada do Bar Flutuante das cabeceiras da ponte metálica, que se desprendeu na hora da forte chuva.

Da Assessoria
Fotos Assis Lima/Asscom