Coluna Bom Dia

Encontro

 

Tomou proporções inusitadas o encontro de governadores no Acre dia 27 para tratar de Segurança Pública. Todas as cabeças coroadas da República devem estar presentes, debatendo o problema que é o número um na atenção dos brasileiros. Foi uma tacada de mestre do governador Tião Viana.

 

 

 

Quem vem

 

O presidente Temer confirmou presença, a ministra Carmem Lúcia do STF, a ministra Laurita Vaz, do STJ, e tradicionalmente ligada à área criminal, considerada uma juíza dura e rígida, governadores de todos os estados.

 

 

 

Horário

 

A vigência do horário de verão no Sul do país, tornando os dias mais longos deve facilitar a vinda de autoridades de Brasília, no estilo bate e volta no mesmo dia, de avião. Mesmo com o Acre de fora do horário, todas as cerimônias devem acontecer mais cedo levando em conta isso.

 

 

 

Rede hoteleira

 

Essa pode ser uma solução para a rede hoteleira local, que pode não estar preparada para tantas autoridades federais de uma vez. Mesmo assim as equipes precursoras e de segurança das autoridades devem garantir uma boa ocupação de quartos e apartamentos.

 

 

 

De fora

 

Governadores da Colômbia, Bolívia, Peru e Paraguai devem estar presentes e é bom que venham, pois é desses países que vem a cocaína e a maconha usada no Brasil, em grande parte, se bem que plantios de coca já foram identificados na Amazônia.

 

 

 

Fundo

 

Grande expectativa também pela criação do Fundo de Segurança Pública, que é do interesse de todos os governadores.

 

 

 

Futuro

 

Há um consenso que algo precisa ser feito com urgência na questão da segurança, se nçao a extrema direita vai faturar essa situação. No Piauí mais 75 presos escaparam de um presídio como se fossem na esquina passear. A situação é feia.

 

 

 

Crime

 

Enquanto o país se afoga no combate ao crime organizado, um delegado de São Paulo forja uma denúncia para tentar envolver o filho de Lula em uma denúncia de drogas, como desculpa para invadir a casa do rapaz e levar documentos e computadores. Falta do que fazer. O delegado foi afastado ontem e era o mínimo que se podia esperar.

 

 

 

Ação

 

Rio Branco sofreu outra chuva com enxurrada forte na terça-feira e uma das consequências foi a corrosão na cabeceira que apartou a ponte do Quixadá. Serviu de exemplo do compromisso do prefeito Marcus Alexandre com a cidade.

 

 

 

Cinco Horas

 

Às cinco horas da manhã o prefeito já estava no local, do lado de cá da ponte com as equipes da prefeitura e alguns transeuntes. Do outro lado da estrada apartada, um grupo de moradores começou um movimento de críticas, xingando o prefeito, fazendo arruaça política. E Marcus Alexandre sem poder atravessar a ponte caída. Mas isso só motivou o prefeito.

 

 

 

Volta

 

O prefeito subiu em seu veículo oficial, sabe-se lá como, dando a volta por estradas vicinais, por barro, por ramais, acabou chegando do outro lado menos de uma hora depois e chamou todos os manifestantes que gritavam palavras de ordem contra ele, para conversar ao pé de uma mangueira.

 

 

 

Conversa

 

Resultado: o prefeito explicou o problema, garantiu que acompanharia de perto a solução, deu instruções pormenorizadas, conversou e o resultado é que foi aplaudido por aqueles que até então o atacavam.

 

 

 

Resultado

 

O resultado é que antes das 9 horas da manhã acesso estava restaurado, a ponte consertada e o prefeito acabou com mais uma crise antes mesmo dela acontecer. Os que criticavam elogiaram a presteza e a qualidade do serviço e a disposição de dialogar, de conversar.

 

 

 

Lição

 

Outra lição que fica é o conhecimento que Marcus Alexandre tem da capital, de suas estradas, ramais, de seu meio rural. Ninguém esperava que o prefeito ultrapassasse a barreira da ponte, mas ele mostrou que sabe dos caminhos até s comunidade. Foi muito elogiado e bem merecido.

 

 

 

Arrocho

 

Os prefeitos estão depositando toda a esperança de dinheiro no ano que vem nas emendas impositivas de deputados e senadores. O que se sabe, entretanto, é que o governo federal não tem recursos para pagar o bolo de emendas e que serão privilegiados os parlamentares que votarem com o presidente. S esperar.

 

 

 

Não sabe

 

Nem o STF sabe afinal que decisão tomou ontem ao decidir que o senado tem que dar o aval para afastar Aécio, mas que o STF pode impor medidas cautelares. Recolhimento noturno, fora do horário de votação no Congresso é medida cautelar justa? O julgamento acabou seis a cinco e a ministra Carmém Lúcia deu o voto de Minerva que foi bastante criticado pelo relator Edson Fachin.

 

 

 

Cateterismo

 

O presidente Temer deve se submeter a um cateterismo logo após a votação da denúncia contra ele. Vamos ver se isso não serve de desculpa para não vir ao Acre. Temer tem uma obstrução na artéria coronariana. Pode vir à vontade. O governador é médico competente e se der zebra ele estará em boas mãos. O governador de Rondônia também é médico.

 

 

 

Lixão

 

O escabroso acesso ao lixão de Porto Walter em alguns dias estará se transformando em mais uma rua para a cidade de Porto Valter. O governador Tião Viana está realizando um antigo sonho dos moradores, urbanizando uma região feia e triste daquela cidade.

 

 

 

Horário

 

O horário de verão de 2017 começa na primeira hora do próximo domingo, 15. Os acreanos não precisam mexer no relógio, mas o relógio vai mexer com os acreanos com a diferença de três horas em relação ao horário de Brasília… novela pesada no meio da tarde…

 

 

 

Mistério

 

Os pré-candidatos ao governo do Acre pela Frente Popular serão apresentados juntos em um grande evento em Rio Branco. Até o dia 25 de outubro a FPA põe ao fim ao mistério.

 

 

 

Não é certo

 

O governador falou ontem com um forte cacique da Frente Popular que quer já na próxima semana definir o nome do candidato a governador. O que não quer dizer que o vice será apresentado junto.

 

 

 

Estratégia

 

Pode ser estratégia, pode ser a espera de uma surpresa, pode ser falta de definição, ou a melhor oportunidade de se criar um fato político. O certo é que a escolha do vice deve ocorrer à parte do nome do candidato a governador.

 

 

 

Igual

 

Assim, Frente Popular e oposição ficarão iguais: terão os nomes ao governo e ao senado definidos, mas o vice e os suplentes de senadores serão escolhidas em outro momento.

 

 

 

Jovens

 

A pesquisa Índice de Homicídios de Adolescentes, divulgada ontem pelo Unicef, mostra com a frieza dos números o que se vê a dolorosa realidade: os jovens acreanos estão morrendo e vão continuar sendo tragados e executados pelo crime. Uma tragédia.

 

 

 

Ausência

 

O secretário da Juventude do Acre, Weverton Matias, manifestou-se sobre o estudo do Unicef:  “Todo esse genocídio reflete a ausência de uma estratégia nacional que envolva governos estaduais, prefeituras e União. Tal estratégia deve ter as comunidades como protagonista do diálogo, na construção de uma plataforma que rediscuta nossa segurança pública, promova oportunidades e garanta os direitos fundamentais dessa população”, disse ele.

 

 

 

Militares

 

Embora o PT tenha se posicionado contra o projeto que concede foro especial para militares, a tese foi defendida por alguns, como o senador Jorge Viana.  “Vejam o absurdo que nós vivemos. Se um civil atingir um membro das Forças Armadas, ele vai para o júri militar, mas o contrário não vale”, disse JV.

 

 

 

Cuidado

 

Mas é preciso cuidado. Civis são julgados com rigor pela Justiça militar. Os militares, não. Houve uma tentativa da PM de São Paulo de julgar ela própria os crimes cometidos contra civis por policiais militares. Ainda bem que não foi à frente. Imagina com militares em favelas do Rio, onde eles nem deveriam estar.

 

 

 

Epitaciolândia

 

O prefeito Tião Flores levou o presidente do TCE, Valmir Ribeiro, para andar pelos ramais do município. Percorreu mais de 100 km de estradas vicinais em recuperação. Foi uma visita também didática. O prefeito quis mostrar o tamanho da rede viária do município, uma justificativa para os altos custos de combustível para as obras de recuperação.

 

 

 

Muito grande

 

O meio rural de Epitaciolândia. Brasiléia e Xapuri tem muitos ramais, acompanhando os projetos de assentamento do Incra, por isso, os gastos de combustível para as máquinas. O prefeito quis mostrar que o TCE precisa levar em conta essa peculiaridade antes de analisar os gastos.

 

 

 

Volta

 

O vereador Joelso Pontes, do PP de Brasiléia foi solto por ordem da justiça e quer retomar seu mandato e seu lugar na Câmara de Vereadores. A decisão do STF que serve para Aécio será que serve para Joelso?

 

 

 

Legislação

 

Vem aí uma revoada de representantes de partidos nanicos para o Acre, para reestruturar legendas e dar um jeito de eleger deputados federais, que são necessários. Acham que é fácil ser eleito no Acre. Vão quebrar a cara, como tantos. O acreano é seletivo no voto.