Fonte ligada à aeronáutica afirma que militar cometeu suicídio em Cruzeiro do Sul

Uma fonte ligada à aeronáutica assegura que o cabo Renan Silva da Costa, de 24 anos, morto após ser atingido com três tiros dentro do alojamento na Base do Destacamento de Controle do Espaço Aéreo (DTCEA), em Cruzeiro do Sul (AC), na noite deste domingo (15) cometeu suicídio.

Reprodução

A Polícia Civil, em investigação preliminar, já havia informado sobre indícios de que o militar pudesse ter tirado a própria vida. De acordo com a fonte, o alojamento estava com as janelas trancadas e a arma foi encontrada na mão do militar, socorrido com vida, mas não resistiu. De acordo com as informações enviadas ao Juruá Online pela pessoa que prefere não se identificar, as câmeras de segurança não mostram ninguém adentrando a base do DTCEA, localizada em frente ao Aeroporto Internacional de Cruzeiro do Sul.

A fonte que também é militar entende que o fato será esclarecido mediante a conclusão do inquérito.

“Mas o laudo pode sair em até um mês e é importante esclarecer agora, já que existem questionamentos da população com relação à própria aeronáutica. Existem dúvidas sobre os disparos, mas tudo indica que ele disparou na região lombar, a bala não atingiu órgãos internos, após deu mais um tiro no ombro e em seguida na cabeça. Quando o pessoal do SAMU chegou ele ainda estava com o dedo no gatilho”, relata.

Uma pistola do militar foi encontrada com três munições deflagradas. Ainda segundo a fonte, Renan Silva da Costa enviou antes do fato, mensagens aos familiares e a namorada, sobre um seguro de vida numa associação financeira normalmente usada pelos militares. “Temos informações que ele também conversou com a namorada em tom de despedida”, disse. Com relação aos motivos que pudessem ter levado o jovem a tirar a própria vida, a fonte diz não entender.

“ Ele era um jovem alto astral, organizava churrasco e tinha amizade com todos os colegas do trabalho. Sinceramente não da para entender o que levou essa decisão extrema, todos estamos abalados. Nossa intenção é apenas esclarecer o que de fato aconteceu”, finaliza. Com informações JuruaOnline