Dilma perdoa quem ‘bateu panela’, após Lula perdoar ‘golpistas’

ex-presidente Lula causou certo alvoroço em parte de seu eleitorado, na semana passada, ao aparecer em palanque com o senador Renan Calheiros (PMDB), que votou pelo impeachment de Dilma Rousseff, e dizer que estava “perdoando golpistas”.

Foto-LulaMarques-AgenciaPT

Agora, durante viagem à Alemanha, foi a vez da própria Dilma adotar um discurso semelhante em relação a opositores. Especificamente sobre o ex-presidente do Senado, a petista disse em entrevista à DW que ele “não trabalhou pelo impeachment”, embora tenha votado pela destituição.

“E essa não é questão relevante. Não acho que perdoar golpista é perdoar o PMDB e o PSDB. Acho que perdoar golpista é perdoar aquela pessoa que bateu panela achando que estava salvando o Brasil, e que depois se deu conta de que não estava”, afirmou.

“Uma hora nós vamos ter que nos reencontrar. Uma parte do Brasil se equivocou. Agora isso não significa perdão àqueles que planejaram e executaram o golpe. Você tem uma porção de pessoas que foram às ruas e que estavam completamente equivocadas”, prosseguiu.