ÚLTIMAS NOTÍCIAS >>

Expectativa de vida do acreano cresce para 73,9 anos, diz IBGE

O acreano passou a ter três meses a mais de expectativa de vida, podendo chegar aos 73,9 anos. Os dados, referentes ao levantamento, feito em 2016 foram divulgados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

 

Foto: Agência Brasil)

Em 2015, a expectativa de vida era de 73,6 anos e vem aumentando nos últimos anos, sendo registrado 73,3 anos em 2014.

Os números do Acre mostram que o Estado está à frente de outros 12, como Rondônia que aponta para 71,5 anos de expectativa de vida. O Amapá e o Pernambuco repetem os mesmos resultados acreanos.

Segundo o IBGE, as pessoas com 65 anos, atualmente, poderão viver mais 18 anos, sendo que as mulheres teriam maior tempo, chegando a 19,7 anos, enquanto os homens teriam 16,4 anos. Assim a média se estenderia para 83 anos, atingindo os 84,7 anos para idosas e 81,4 anos para os homens.

A média de vida do brasileiro ficou em 75,8 anos, aumentando em três meses a expectativa.

A pesquisa mostrou também que a expectativa de vida dos homens (72,9 anos) foi menor do que das mulheres (79,4 anos). Esse comportamento nacional se repetiu em todos os Estados, sendo que a maior diferença foi em Alagoas (9,5 anos a favor das mulheres), seguido pela Bahia (9,2 anos) e por Sergipe (8,4 anos).

Freud Antunes