ÚLTIMAS NOTÍCIAS >>

Arrecadação parcial do Refis Municipal chega a quase R$ 7mi

Apesar de faltar pouco mais de um mês para encerrar o prazo de adesão ao  Programa de Recuperação Fiscal do Município (Refis Municipal),  a Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico e Finanças (Sefin) contabiliza uma arrecadação parcial de quase R$ 7 milhões. O montante está bem abaixo do esperado, em  comparação com primeira edição do Refis, que na ocasião, chegou em torno dos R$ 25 milhões. “A nossa expectativa que melhore, porque não haverá prorrogação”, revelou o secretário municipal de Finanças, Marcelo Macedo.

FOTO:Divulgação

Com a saída do pagamento do 13 salário e do mês de dezembro, acredita que os indicadores melhorarão. Basta os contribuintes desembolsar  5%  do débito declarado, para parcelar a dívida existente em 60 meses, inclusive aqueles débitos  que ainda não foram executados judicialmente. “Por enquanto, somente dois mil contribuintes rio-branquenses aderiram ao Refis, mas muitos deixam para a última hora, pois o prazo de renegociação, só  acaba no dia 29 de janeiro de 2018”,, observou.

Macedo destacou que durante a semana, os contribuintes que estão com pendências, podem  procurar o Departamento de Dívida Ativa no prédio da prefeitura, além dos Centros de Auto-Atendimento ao Cidadão (CAC), nas regionais.  A previsão é arrecadar um pouco mais do montante na primeira edição, pois o programa  permite à regularização dos créditos de natureza tributária ou não tributária, como ISS, IPTU ou taxas diversas. “Ao aderir ao Refis Municipal, o  contribuinte tem descontos que variam entre 95% até 25% de multas e juros”, destacou o secretário municipal de Finanças.

O prefeito Marcus Alexandre está bastante otimista com o programa que levou em conta as peculiaridades de cada atividade comercial. Como todos os segmentos da sociedade tiveram as sugestões contempladas, o gestor acredita  que os retardatários deverão confirmar a adesão nas primeiras semanas de janeiro.  “A arrecadação está dentro do limite esperado, porque muitos contribuintes deixam para confirmar a adesão nos últimos dias”, observou.