Trump diz que ataque contra Síria foi “missão cumprida”

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, elogiou no Twitter o ataque aéreo ocidental contra o governo sírio como “perfeitamente executado”, e acrescentou “Missão Cumprida”.

Susan Walsh/AP

“Um ataque perfeitamente executado na noite passada. Obrigado à França e ao Reino Unido por sua sabedoria e pelo poder de seu excelente exército. Não poderia ter tido um resultado melhor. Missão Cumprida!” Trump disse no Twitter neste sábado (14).

A perfectly executed strike last night. Thank you to France and the United Kingdom for their wisdom and the power of their fine Military. Could not have had a better result. Mission Accomplished!— Donald J. Trump (@realDonaldTrump) 14 de abril de 2018

Forças dos Estados Unidos, França e Reino Unido realizaram na noite desta sexta (13) ataques aéreos contra a Síria, em resposta a um ataque com gás venenoso que matou dezenas de pessoas na semana passada, na maior intervenção de potências ocidentais contra o presidente sírio, Bashar al-Assad.

Os bombardeios ocidentais atingiram três locais vinculados ao programa do arsenal químico do regime de Bashar al-Assad, localizados perto de Damasco e na região central do país, de acordo com Washington, Paris e Londres.

Trump anunciou a ação militar contra o governo de Bashar al-Assad em um discurso na Casa Branca na sexta-feira à noite, depois de chamar o suposto ataque químico da semana passada como os “crimes de um monstro”.

Em 2003, o então presidente americano George W. Bush anunciou o fim das principais operações de combate no Iraque a bordo de um porta-aviões que retornava do Golfo, com uma faixa que dizia “Missão Cumprida” atrás dele, uma declaração que se mostrou prematura.

Conselho de Segurança

A pedido da Rússia, o Conselho de Segurança da ONU se reunirá às 12h (horário de Brasília) deste sábado, depois que forças norte-americanas, britânicas e francesas realizaram ataques aéreos na Síria envolvendo mais de 100 mísseis.

Moscou está em contato com os Estados Unidos e demais países que participaram dos ataques, informou neste sábado o vice-ministro das Relações Exteriores russo, Sergei Ryabkov, segundo a agência de notícias RIA.

Ryabkov também disse em uma entrevista ao jornal Kommersant no sábado que Moscou estava interessada em cooperar com Washington sobre a Síria.

Combate ao terrorismo

O presidente sírio, Bashar al-Assad, disse a seu colega iraniano, Hassan Rouhani, que um ataque liderado pelos EUA aumentará a determinação da Síria de “combater e acabar com o terrorismo em cada centímetro” do país, relatou a Presidência síria.

Rouhani disse a Assad que o Irã continuará a apoiar a Síria, “expressando sua confiança de que essa agressão não enfraquecerá a determinação do povo sírio em sua guerra contra o terrorismo”.

Neste sábado, a Presidência da Síria publicou, em sua conta oficial no Twitter, um vídeo de dez segundos que mostra o presidente do país entrando em seu gabinete, com a legenda ‘manhã de perseverança’.

Uol/Com agências