ÚLTIMAS NOTÍCIAS >>

Eleitores lotam o Sesi no último dia de regularização do título

Longas filas foram formadas por milhares de pessoas em busca de atendimento do Tribunal Regional Eleitoral do Acre (TER-AC), na quarta-feira, 9, último dia para ficar em dia com a Justiça Eleitoral. Ontem, mais de 2 mil atendimentos foram realizados no Sesi, em Rio Branco, de acordo com o coordenador de atendimento Adenilson Pontes.

Muitas pessoas buscaram atendimento foram dispensadas pela triagem, por não necessitarem de atendimento. Os eleitores da antiga 10ª zona que foram transferidos para as 1ª e 9ª zonas e os que foram em busca da segunda via do documento foram orientados de que podem buscar atendimento na OCA ou no cartório eleitoral até 10 dias antes do pleito.

Além disso, este eleitores podem utilizar a via digital do título por meio do aplicativo lançado pela Justiça Eleitoral, o e-Título. O aplicativo está disponível nos aparelhos Android e iOS. É possível ver a seção e a zona eleitoral do eleitor, a situação biométrica, a situação eleitoral e a quitação eleitoral. O e-Título substitui o documento impresso, e pode ser adquirido até mesmo no dia da votação..

Adenilson explica que a triagem foi realizada para agilizar o atendimento, de forma a priorizar os cidadãos que tiveram o título cancelado ou que foram fazer o alistamento eleitoral. O TRE-AC centralizou o atendimento no Sesi para gerar mais comodidade e rapidez no atendimento.

Nas últimas semanas, os atendimentos ocorreram de 8 às 17 horas, sem intervalo, inclusive no final de semana. A estrutura montada no local disponibilizava de 30 guichês de atendimento.

O casal Romali e Vânia da Costa enfrentou a fila para pegar um novo título, pois são eleitores da antiga 10ª zona. No entanto, com a triagem foram orientados de que podem realizar o procedimento futuramente. “O trabalho não me deixou buscar atendimento antes”, relata Romali que é pedreiro.

Já a mãe Natali Pacheco e o filho Jailson Pacheco tiveram que esperar pelo atendimento. Natali foi transferir o local de votação e o jovem foi tirar o título de eleitor. Moradores da Cidade do Povo, os dois saíram de casa às 6 horas, e às 10 horas estavam na fila em busca de atendimento.

Questionada sobre o motivo de procurar o atendimento só no último dia, ela disse: “Coisa de brasileiro, sempre deixamos para resolver os problemas na última hora”.

Título cancelado

Sem o título de eleitor, o cidadão não pode: receber salário de função ou emprego público; obter passaporte ou carteira de identidade; participar de concurso público; obter empréstimos; renovar matrícula em estabelecimento de ensino oficial ou fiscalizado pelo governo; entre outros entraves.

Natan Peres