ÚLTIMAS NOTÍCIAS >>

Piloto do voo Malaysia Airlines teria cometido suicídio e matado os 239 passageiros

“Ele suicidou-se. Infelizmente, ele estava matando todos os outros a bordo, e fez isso deliberadamente”, afirmou o especialista em acidentes aéreos, Larry Pence, sobre o piloto que conduzia o voo MH370 da Malaysia Airlines. O Boeing 777, com 239 passageiros e tripulantes a bordo, desapareceu quando fazia um voo de Kuala Lumpur para Pequim em março de 2014.

Reprodução

A afirmação de Larry, sobre a tragédia, foi feita durante o programa de TV australiano “60 Minutos”. A atração faz uma investigação independente sobre o caso.

Ainda de acordo com os entrevistados, há evidências de que o capitão Zaharie Amad Shah cuidadosamente manobrou o avião para evitar a detecção dos radares.

O instrutor do Boeing 777, Simon Hardy, disse que o piloto sobrevoou a fronteira entre a Malásia e a Tailândia, oscilando entre os dois espaços aéreos, evitando ser captado pelos radares.

Destroços da aeronave

Apesar das extensas buscas dos governos da Malásia, Austrália e China poucos destroços da aeronave foram encontrados.

(Fonte: UOL)