Socorro Neri abre Fórum da Undime em Rio Branco

A prefeita Socorro Neri abriu nesta terça-feira (17), o 4º Fórum Extraordinário da Seccional Acre da União Nacional dos Dirigentes Municipais de Educação (Undime). Com o tema central “O Regime de Colaboração e os Desafios na Implementação das Políticas Públicas Educacionais no Estado”, o evento é realizado no auditório do Núcleo Estadual de Tecnologia Assistiva da Escola Dom Bosco, em Rio Branco, e se estende até 18 de julho.

Em sua fala, a prefeita de Rio Branco defendeu o financiamento da educação para crianças de 0 a 3 anos. Para Socorro Neri, o Fundo de Desenvolvimento da Educação Básica (Fundeb) é uma conquista que não pode ser alterada. “Fiquemos todos nós atentos para não deixar que a educação infantil saia do Fundeb. Há uma dívida  em relação à universalização do atendimento em creche”, disse a prefeita, que foi aplaudida pelos presentes.

O secretário de Educação de Rio Branco, Márcio Batista, deu as boas-vindas aos demais gestores municipais e reafirmou que as conquistas da educação infantil não podem sofrer nenhum revés, o Estado deve garantir os avanços. Márcio Batista destacou o ‘tecido institucional’ presente ao fórum neste momento de impasses e dramas que podem impactar negativamente o sistema educacional brasileiro. “Vivemos um período em que forças tramam para retirar conquistas da educação infantil”.

Com vasta programação, o 4º Fórum da União Nacional dos Dirigentes Municipais de Educação discute o papel da Undime na implementação das políticas públicas no país e os desafios para implementação do Programa Nacional de Formação de Professores da Educação Básica (Parfor) nos municípios acreanos.  Entre debates e palestras, a construção da Base Nacional Comum Curricular (BNCC), o uso da plataforma ‘Conviva’ para promover a gestão ampliada, a plataforma  ‘Busca Ativa Escolar’ e o Programa Mais Alfabetização.

O presidente nacional da Undime, Aléssio Costa Lima, também se posicionou contra movimentações políticas que podem gerar retrocesso no atendimento em creche. “Vamos lançar uma grande campanha em defesa da creche para que não se deixe passar o atendimento à criança de 0 a 3 anos para a assistência social mas que ela seja mantida no sistema educacional”, disse Aléssio, alertando para o que chama de “visão ultrapassada” nessa tendência.

Os professores Mark Clark, da Universidade Federal do Acre, e Núbia Cavalcante, representante do Governo do Estado no Fórum, Presidentes de conselhos, educadores e ativistas educacionais participam do evento.

Programação continua nesta quarta-feira, 18

O 4º Fórum Extraordinário do Acre é destinado a dirigentes municipais de educação dos 22 municípios do Estado, equipes técnicas das secretarias de educação, profissionais e acadêmicos da área e reúne  cerca de 100 participantes.

A Undime é uma associação civil sem fins lucrativos, fundada em 1986,  com sede em Brasília, que tem por missão articular, mobilizar e integrar os dirigentes municipais de educação para construir e defender a educação pública com qualidade social. Seus princípios são: democracia que garanta a unidade de ação institucional; afirmação da diversidade e do pluralismo; gestão democrática com base na construção de consensos; ações pautadas pela ética com transparência, legalidade e impessoalidade; autonomia frente aos governos, partidos políticos, credos e a outras instituições; visão sistêmica na organização da educação fortalecendo o regime de colaboração entre os entes federados.

No Acre, a Seccional da Undime é presidida pela secretária de Educação de Senador Guiomard, Márcia da Silva Holanda. Na programação desta quarta-feira, 18, constam palestra com o tema “Creche Para Todas as Crianças”, que será proferida pela ativista Daniela Flório, da Fundação Abrinq,  e “Base Nacional Comum Curricular”, com a professora Roberta Panico, da Comunidade Educativa Cedac,  entre outras atividades.

Da Assessoria

Fotos Assis Lima/DECOM