Coluna Bom Dia

Reajuste

Como diz a música, os reajustes também vêm em ondas, como o mar. Depois dos ministros do STF, passando por todo o Judiciário, agora é o Ministério Público que deseja o aumento de 16% nos seus vencimentos. Logo, logo, será a vez dos parlamentares

Quadrado

Segundo um economista que conversou com a coluna ontem, cada um que reivindique o que quiser, desde que caiba no orçamento de cada poder ou de cada órgão. Nenhuma proposta de reajuste salarial deveria poder ampliar os percentuais a serem destinados a cada poder.

Responsabilidade

Ou seja, segundo este economista, que tem larga experiência em Finanças Públicas, o governo, federal ou estadual, não têm obrigação de aumentar o repasse por conta de eventuais reajustes. Cada um no seu quadrado

Empresários

Os empresários, no encontro com o candidato Gladson Cameli, criticaram principalmente a carga tributária que cai sobre a iniciativa privada. Uma reclamação recorrente, bem ao gosto de quem quer ampla liberdade e pouca regulação

E aí?

É muito pouco provável que, em caso de mudança de governo, essa carga tributária tenha alguma redução, simplesmente porque a administração pública, seja quem for o responsável, precisa de arrecadação. As benesses acabam custando mais caro, em termos de renúncia fiscal

Crítica

Por conta disso, a maioria dos candidatos a Presidente da República, até os representantes de centro e alguns da direita, acenam com o fim de subsídios a amplos setores do empresariado Nacional. Esse dinheiro faz falta para a ação básica do estado, de saúde, educação e segurança. E a classe empresarial não tem respondido com a geração necessária de emprego, apesar dos subsídios.

Discurso

Mesmo assim, o empresariado acreano gostou de ter ouvido Gladson Cameli dizer que vai priorizar, se eleito,  o agronegócio. Mas é paradoxal que empresários, ao mesmo tempo em que pedem menos estado na economia, defendam mais intervenção desse mesmo estado na definição de linhas econômicas.

Plano

O que  Gladson Cameli apresentou do plano de governo na reunião com os empresários, agradou aos Desejos de parte da categoria, que quer experimentar novas propostas. Outros firam mais reticentes, em um auditório que não esteve lotado, mas foi representativo.

Satisfeito

Mas, grande parte dos empresários tem pouco a reclamar das atenções dadas pelo atual governo, que tem priorizado os empreendedores acreanos e mantido um diálogo da mais alta qualidade com as entidades representativas.

Correria

Tanto Marcus Alexandre quanto Gladson Cameli estão nas ruas e nos municípios todo o tempo disponível. Esta eleição vai se decidir pela empatia dos candidatos. Isso é uma certeza.

Pesquisas

Corre o boato de que a empresa Vox teria fechado pesquisa no estado. Há muita especulação sobre os números apontados. Cada um divulga a estatística que acha mais interessante. É preciso esperar para ver

Reconhecimento

Em Cruzeiro do Sul, é muito grande o reconhecimento pelo acerto do senador Sérgio Petecão em indicar a ex-deputada Maria das Vitórias como sua primeira suplente. Aos 74 anos, Vitória está animada e pronta a encarar os desafios. Ela representa uma tradição política rara no Acre, com serviços efetivos prestados à população

Agrega

Vitória agrega qualidade, e sua imensa rede de amigos, admiradores e companheiros à campanha de Petecão, que assim se firma definitivamente na disputa no Vale do Juruá

Amizade

Isso tudo sem contar com os firmes laços de amizade entre em Vitória e a ex-primeira-dama referência de dignidade e discrição que é Dona Beatriz Cameli. Vitória representa a força e a experiência dessas extraordinárias mulheres do Vale do Juruá.

Novenário

Esta semana deve haver uma debandada de políticos para o Vale do Juruá, para participar do novenário de Nossa Senhora da Glória, em Cruzeiro do Sul. A diocese local tem muita preocupação em não misturar fé e política. Mas é inevitável o uso da festa religiosa por parte de políticos.

Mesmo os evangélicos mais radicais sabem que existe uma profusão de candidatos que tentam se identificar com diversas igrejas e denominações. Não há votos para eleger a todos. Um acaba prejudicando o outro. A vantagem é para os candidatos que tem a benção de líderes respeitados e tradicionais no Acre

Candidata

O Prefeito Mazinho Serafim, de Sena Madureira, voltou atrás e resolveu manter a candidatura de sua esposa Meire Serafim, a deputada estadual pelo MDB. Mas está firme em não aceitar fazer a campanha para o candidato ao Senado, Marcio Bittar. Não dará palanque para ele em Sena.

Dois palanques

O palanque de Marcio Bittar em Sena Madureira deve ser o da candidata a deputada Federal pelo PTB, Charlene Lima. Ela se posiciona muito bem no jogo político Regional, embora esteja fora das oligarquias que comandam a política no Vale do iaco.

Divisão

O pessoal que têm abandonado a candidatura de Marcio Bittar se divide no apoio de Ney Amorim e a Minoru Kimpara para o Senado. Isso complica e embola ainda mais o quadro de candidatos.

Federal

Onze cidades do Acre terão apoio de tropas federais durante as eleições. O pedido foi feito pelo Tribunal Regional Eleitoral e autorizado pela justiça eleitoral, em Brasília. Mesmo assim, atuação das tropas federais deve ser discreta

Produtores

Mais de 100 lideranças de Produtores Rurais e presidentes de associações da economia solidária prestaram solidariedade e declararam apoio à candidatura de Marcus Alexandre, neste fim de semana,. Foi um ato que mostrou o resultado do Diálogo permanente que o ex-prefeito com os pequenos produtores da região da capital.

Operação

Em mais uma operação de grande porte, a polícia civil acreana deflagrou uma ação que gerou o cumprimento de 10 mandados de busca e apreensão na capital. Foram aprendidas mais de 200 porções de pasta de cocaína, três pessoas presas em flagrante por tráfico de drogas e apreensão de celulares e veículos que serviam ao crime organizado. Mais de 50 policiais participaram da operação que levou o nome de Ícaro.

Denúncia

Pode ser verdade, pode ser mentira, mas é preciso investigação sobre a denúncia de que pessoas ligadas ao crime organizado teriam procurado candidatos para propor negócios escusos em troca de votos, ou mesmo cobrado um pedágio pelos eleitores de determinadas regiões da capital

Último limite

Este é o último limite possível para o crime. Se os traficantes se ligarem de modo permanente a políticos, tal como acontece em Rondônia, em vários casos, a situação no Acre fugirá do controle. Em Rondônia já foram detectados caso de eleitos com dinheiro do tráfico

Travessia

Mais um ano e a mesma notícia. A seca do Rio Madeira está dificultando a travessia de veículos na balsa para Porto Velho. Até quando o Acre estará dependendo dessa imoralidade?

Ponte

De repente, parou de se falar na ponte do rio Madeira. Prometida para o final desse ano, é como se não existisse. Os políticos responsáveis, especialmente aqueles que faziam vistorias constantes junto com autoridades federais, anunciando cada progresso como se fossem os salvadores da Pátria, desapareceram do local. A maioria só vai à Rondônia de avião

Silêncio

O DNIT também guarda um respeitoso e Absurdo silêncio em relação à ponte. Seus dirigentes dizem que os recursos estão assegurados, mas a obra não anda e o Acre fica à mercê das absurdas Balsas, a bel prazer o dono dessa sem embarcações

Estrada

Da mesma, já esqueceram da promessa de elevar o piso da BR 364 até Porto Velho. Nenhuma uma pá de terra foi movida para a obra. Se o rio Madeira seco é problema para travessia na balsa, o rio cheio é outro problema para a ligação por terra com Rondônia. Parece que o governo federal já se esqueceu disso

Sarampo

Dois casos de sarampo no Acre. Não é brincadeira a situação. É preciso que a campanha de vacinação seja encarada como questão de vida ou morte.

Quadra

A prefeita Socorro Neri entregou mais uma praça poliesportiva, localizada no conjunto Bela Vista, completamente reformada e modernizada. A obra foi feita com emenda parlamentar do deputado federal Léo de Brito e ação firme da prefeita socorro Neri, com qualidade.

Muito boa

A comunidade elogiou a qualidade da obra entregue, que constituirá no novo e importante espaço de lazer na região. A destacar o cuidado como detalhes que fazem a diferença e que embelezam o local

Festival

Katarina Margarida, aluna do Ifac da Baixada foi a grande vencedora o Festival Estudantil da Canção, promoção da prefeitura de Rio Branco com a música Flor das Águas. Raíssa Stephanie foi a melhor intérprete com a canção Tempo de Vencer. Também foi vencedora  Greysla Carvalho, da UNIP cantando Lugar Secreto e a melhor música autoral foi Idas e Vindas, canção de Vitória Crispim, da UNIP.

Festival

As mulheres mostraram força na música e na Cultura, nesse festival que foi uma prova de talentos e de que Rio Branco é um celeiro de músicos de, interpretes e compositores.Parabéns a todos e à prefeitura pela realização de mais esse festival.