Eleição deste ano no Acre possui número menor de candidatos

Com 50 candidatos a menos em relação a 2014, as eleições deste ano possui uma quantidade maior de pretendentes a uma das vagas para deputado federal e uma menor quantidade de concorrentes a uma das cadeiras da Assembleia Legislativa do Acre (Aleac). Os dados são do próprio Tribunal Regional Eleitoral (TRE) que recebeu todos os pedidos de registro de candidatura.

No pleito de 2016 existiam 617 candidatos, mais 17 de partidos e coligações registrados. Neste ano, são 567 candidatos, mais 23 partidos e coligações com solicitação de registro.

Segundo a secretária judiciária, Luciana Arruda, a diferença do total de aspirantes não é significativa e pode ocorrer, pois pode variar de uma eleição para outra.

“Ainda pode haver apresentação de vaga remanescente, substituição de candidato e pode ser que chegue mais perto ou até iguale o número de candidatos de 2018 e do pleito anterior”, explicou.

NÚMEROS

O levantamento do Tribunal Superior Eleitoral apontou que existem cinco aspirantes ao governo do Estado, cinco vices, seis pretendentes ao Senado, 13 suplentes, 83 interessados na vaga de deputado federal e 455 buscando uma das 24 vagas da Assembleia Legislativa do Acre (Aleac).

O PDT desponta como a legenda que mais apresentou candidatos (45 pessoas), acompa- nhado do PSL (38) e do PSB (37).

Na relação de pretendentes a um cargo público, a maioria é de homens (69,7%). Os casados também representam 51,3%, solteiros 39,7%, divorciados 0,7% e viúvos 0,1%.

A estatística ainda apontou que 16,40% possuem entre 40 anos e 44 anos, 15,34% estão entre 45 anos e 49 anos e 15,17% estão entre 35 anos e 39 anos.

A relação de cor e raça do TRE aponta que a maioria se declarou de cor parda (71,6%), 21,52% de brancos e 5,64% de negros.

Em todo o Brasil existem mais de 23 mil candidatos entre os pretendentes a presidente, governador, vice, senador, suplente, deputado federal, estadual e distrital.

Freud Antunes