ÚLTIMAS NOTÍCIAS >>

Coluna Bom Dia

Pouca gente

Pode até não ser a intenção de levar multidões, mas a chegada de Geraldo Alckmin ao Acre, na noite de sexta-feira, não empolgou. Falta carisma ao candidato, muito formal, mesmo quando tenta ser popular.

Fronteiras

O interessante é que é mais um candidato a admitir o grave problema da falta de fiscalização da fronteira acreana e a prometer que, se eleito, vai resolver.

Federalização

Na sexta-feira, Ciro Gomes já havia defendido a federalização de crimes de drogas na fronteira, das facções criminosas.

Certo

Essas manifestações só provam que o governador Tião Viana está correto ao cobrar do governo federal uma participação maior na segurança estadual. Fica claro que há uma omissão, deliberada ou não, impedindo ações mais duras de repressão aos crimes fronteiriços.

Falta

Não é de hoje que a Polícia Federal reclama da falta de efetivo para a vigilância da fronteira. É preciso prioridades e isso o governo federal não está conseguindo fazer.

Promessa

O candidato Marcus Alexandre fez o que seria sua primeira promessa de campanha. Contratar mototaxistas para serviço de entregas de documentos entre órgãos da administração em seu governo. A ideia é boa, desde que possa ser realmente viabilizada em licitação. Uma valorização ara a categoria.

Cruzeiro do Sul

O candidato da Frente Popular seguiu para Cruzeiro do Sul, onde passa o final de semana percorrendo a região do Juruá,

Demarcação

E a Frente Popular está fazendo a demarcação do estado, dividindo por regiões de influência e enviando suas lideranças regionais para estimular as campanhas. Um dos principais alvos será Sena Madureira, que deve receber atenção especial do partido.

À Frente

 Á Frente dessa estratégia em Sena estará, entre outros, o ex-prefeito Nilson Areal. Candidatos proporcionais que vislumbraram uma abertura de possibilidades no município, diante das últimas ações da polícia Federal, também se assanharam na busca de votos.

Debates

Depois do debate na Ufac, em que Marcus Alexandre reinou absoluto, os candidatos se encontram na terça-feira, no debate da FIEAC e depois, no fim do mês, nos debates da Tv Gazeta e Tv Acre. A coisa começa a se afunilar.

Caiu

A queda de Marina nas pesquisas pode impactar a campanha de seu bom candidato ao Senado, Minoru Kimpara, A questão não é tanto Marina ser a puxadora de votos, mas da falta de estrutura de campanha mesmo. Minoru só mantém o nome bem colocado por esforço e capacidade pessoal.

Assessoria

A Assessoria de pessoas e cabeças pensantes da Universidade faz falta à candidata da Rede, Janaína Furtado, uma senhora bem intencionada, em um partido de quadros muito bons, mas que parece estar posta meio de lado. Não há investimento nela.

Candidato

O empresário José Alberto Pinto Bardawil, com interesses empresariais no cre, especialmente na Band TV é candidato ao senado pelo Podemos no Ceará. Sua coligação é composta por MDB / PHS / AVANTE / SOLIDARIEDADE / PSD / PSC / PODE / PRB, mas mesmo assim o candidato aparece com zero pontos na pesquisa. O outro candidato da chapa, Eunício Oliveira, candidato à reeleição, está em segundo lugar.

Ligações

Cearense, Bardawil é um empresário conceituado, já tentou a política no Acre, antes de voltar para sua terra. É muito amigo de personalidades importantes, como o cantor Fagner, também cearense, a quem já trouxe ao Acre para um show na Expoacre, muitos anos atrás.

Situação

No site do TSE sua candidatura consta como indeferida, mas com recurso. E não registra nenhuma movimentação financeira. Sua prestação de bens lista patrimônio de pouco mais de R$ 2 milhões.

Busca

A Polícia Federal esteve sexta-feira, no final do expediente, por volta das 13h, na sede da Assembleia Legislativa, no Centro, onde apreenderam e lacraram computadores e também fizeram busca de documentos como parte da Operação Hefesto, que apura fraudes e ilegalidades na licitação da mídia da Casa.

Documentos

DE acordo com a assessoria da Polícia Federal foram cumpridos dois mandados de busca e apreensão onde foram arrecadados documentos e computadores. De acordo com a PF, as medidas “surgiram após a análise de documentos apreendidos durante a deflagração da Operação Hefesto, ocorrida no dia 13.

Servidores

Nessa segunda etapa da Operação estão sob investigação servidores da Aleac, não se tratando de parlamentares da Casa Legislativa. Os itens apreendidos também serão analisados dentro do contexto da Operação Hefesto, destaca a PF.

Respaldo

O Presidente da Aleac, deputado Ney Amorim, ainda na quinta-feira, fez questão de destacar que a Casa estava à disposição da Polícia Federal e iria colaborar com a investigação, além de abrir um processo de sindicância para apurar eventual participação de servidores no caso.

Delação

Toda a investigação da Operação Hefesto tem como origem um processo trabalhista no qual um policial militar que trabalhava na empresa de publicidade e pedia indenização contestada pela empresa. O Policial está preso no Quartel do BOPE e já teria dado início a uma delação premiada.

Debate

Os alunos da Ufac realizaram um debate com os candidatos ao governo do Estado ontem no campus de Rio Branco. Foi um debate muito acalorado com plateia basicamente formada por apoiadores candidatos Marcus Alexandre e Coronel Ulysses.

Ausente

O candidato Gladson Cameli foi o único que não participou do debate. O argumento de sua assessoria foi de que não poderia se fazer presente por estar gravando programa eleitoral.

Críticas

Não foram poucas as criticas feitas a Gladson Cameli por não ter participado do debate, embora seus aliados aleguem que ele fez bem em não ir por se tratar de um “circo” armando contra ele.

Plateia

Coronel Ulysses levou claque forte para o debate e conseguiu bater de frente com a militância petista. Os ânimos ficaram exaltados, mas a PM, que estava preventivamente do lado de fora, não precisou ser chamada para coibir excessos.

Furna da onça

Ulisses sabia que estava entrando na furna da onça ao ir o debate. Não pode reclamar da forma como foi tratado, principalmente levando em consideração que levou a claque para defende-lo. Ele, que se diz o candidato contra o mimimi não pode alimentar o vitimismo.

Ataques

Sobraram ataques e baixarias no debate, com regras frouxas, Espera-se que o debate marcado para terça-feira seja melhor, sem o clima de política estudantil, que, mesmo assim, não deixa de ser democrático e bem vindo.

Fundeb

Foi meio constrangedora no debate da Ufac uma pergunta ao candidato coronel Ulisses, sobre o valor do repasse da verba do Fundeb para o estado. Muito desinformado, o candidato enrolou e não respondeu coisa com coisa.

Réplica

Foi o que bastou para Marcus Alexandre dizer que Ulisses não em nenhum compromisso e não conhece nada de Educação e ainda lembrar o incidente em que, em uma peça de sua campanha, o candidato errou até a divisão de sílabas da palavra Educação.

Aniversário

Na quinta-feira, em plena campanha, será comemorado o aniversáio do senador Jorge Viana. De presente, vai querer votos e muitos para a reeleição.

Bicicletas

Manoel Urbano está sendo inundada por bicicletas, todas com estrutura de som para a campanha da candidata a deputada Jéssica Sales. Com R$ 2 milhões de fundo Partidário, faz uma campanha rica e seu pai, Vagner Sales, quer que ela seja a candidata mais votada para a Câmara Federal.

Perpétua

Outra campanha que se destaca pela intensidade e por ter uma militância aguerrida é a de Perpétua Almeida, para federal. A candidata, que entende do riscado, pôs sua tropa na rua, impulsionada pelo seu PC do B.

Prefeito

Independente do resultado da eleição, começa a se delinear a sucessão municipal daqui a dois anos. E o candidato do PT está bem claro que deve ser o deputado Ney Amorim, eleito ou não para o senado. É o que está se comentando entre as cabeças pensantes do partido.

E a prefeita?

A grande dúvida é como fica, então, a prefeita Socorro Neri? Ela continua forte. Pode ser o nome da Frente Popular, dependendo do seu desempenho nos próximos dois anos.

Marketing

Já há um consenso de que a prefeita precisa melhorar sua estratégia de marketing, ser mais ousada em sua divulgação, no controle das informações de interesse estratégico de divulgação.

Divulgação

Outra ponderação é que a prefeitura precisa se divulgar mais. Um exemplo é a falta de identificação das obras realizadas. Ninguém procura o ovo de pata, porque o bicho não faz espalhafato quando põe.