Comércio: Dia das Crianças deve aumentar vendas em até 5%

O Dia das Crianças, celebrado em 12 de outubro, está chegando e o consumidor acreano já se movimenta para garantir a diversão da criançada. E para aproveitar o movimento, fortalecendo a data, as lojas da Capital buscam atender à demanda neste setor.

Foto: Elias Fontinele

O presidente do Sindicato dos Lojistas do Comércio do Estado afirma que a entidade tem uma expectativa de melhora nas vendas no período em relação a 2017. A projeção de crescimento gira em torno de 4% a 5%, quando comparado com o ano passado, que, segundo ele, foi um ano difícil para as vendas.

Para 65% da população acreana, os gastos para o Dia das Crianças devem alcançar até 100 reais, aí incluídos, 19% com previsão de até 50 reais e 46% entre 50 a 100 reais. Uma parcela de 8% declina sobre a expectativa e 27% admitem a realização de gastos acima de 100 reais.

“Os produtos que têm mais saída são os brinquedos mais baratos. Aquele brinquedo que tem um preço um pouco mais elevado já fica de fora. Os mais procurados são carrinhos e bonecas, especialmente nas lojas do Centro da capital, que têm uma oferta maior”, afirma.

Mas para o presidente da Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL), o ano de 2017, não é um bom parâmetro para fazer avaliação e meta de vendas. “Queremos focar em 2015 e 2016. 2017 foi um ano muito difícil para a economia”, destaca.

Seguindo a tendência nacional, o comércio acreano tem utilizado com muita eficiência as datas nobres do calendário do varejo, como Dia das Mães, Natal e Dia dos Namorados. Estas datas motivam o consumo e o Dia das Crianças tem sido uma data que tem crescido bastante.

Em uma loja do Centro, por exemplo, a vendedora Rute Maria conta que o estabelecimento já está com os produtos organizados na campanha há cerca de três semanas. “Na primeira semana de outubro, já estava lotado, só que agora nessa semana já caiu, disse ela.