ÚLTIMAS NOTÍCIAS >>

Banco Central confirma boa situação financeira do Acre

 

O Banco Central divulgou hoje um quadro comparativo sobre a capacidade de pagamento dos Estados da Federação e divide a avaliação em quatro segmentos, de A, para excelente situação, B para Bom, C para má situação e D para estados praticamente inadimplentes. O Banco leva em conta três fatores que os novos governadores herdarão: a dívida do estado em relação a sua receita; a poupança, ou se os governos separaram uma parte dos recursos recebidos para momentos de instabilidade e iliquidez, que verifica se há dinheiro em caixa para pagamento de curto prazo.
O Acre aparece bem na lista. O estado é classificado com a nota final B. Na categoria A enquadra-se apenas o estado do Espírito Santo, que recebe essa classificação nas três variáveis medidas. O estado do Acre recebe a nota B na avaliação de sua dívida, nota B na avaliação de sua poupança e nota A de melhor liquidez, na capacidade de caixa em curto prazo. O Acre é um dos 12 estados classificados na letra B.
Estados como Rio de Janeiro Rio Grande do Sul e Minas Gerais aparecem nas últimas posições do ranking elaborado pelo Banco Central. Ao lado do Acre, classificado como nota B estão os estados de Alagoas, Amazonas, Amapá, Ceará, Para, Paraíba, Piauí, Paraná, Rondônia, Roraima e São Paulo, este em pior posição em relação aos demais. Veja o quadro divulgado pelo Banco Central.