Governo vai revisar atos de Tião Viana nos últimos seis meses

Tal qual o governo federal deve fazer, o novo governo de Gladson Cameli vai revisar todos os atos assinados do ex-governador Tião Viana e publicados no Diário Oficial nos últimos seis meses. A Procuradoria Geral do Estado vai ficar encarregada da tarefa por ordem expressa do governador. Gladson já determinou à Casa Civil que reúna procuradores do Estado de diversas áreas de atuação para formar uma comissão para revisão todos os atos necessários. A ideia é passar um pente fio nas medidas tomadas e revogar as que não se enquadram na nova orientação da administração estadual, desde que haja respaldo jurídico, além de ressaltar a transparência dos atos. Caso a PGE identifique anomalias que gerem despesas para a nova gestão, a medida poderá ser suspensa ou mesmo cancelada ou revogada.

Vão ser analisados decretos, portarias, atos normativos, diárias, licitações e tudo que gerou despesas nos últimos seis meses. Um relatório com todos os dados será elaborado para ser encaminhado ao governador, que terá apalavra final sobre as decisões a serem tomadas.