ÚLTIMAS NOTÍCIAS >>

Vice-prefeito renuncia e agrava crise em Senador Guiomard

 

O vice-prefeito e prefeito em exercício de Senador Guiomard, Judson Silva Costa, do PPS, apresentou na noite de domingo sua carta de renúncia do cargo, endereçada à Câmara Municipal da cidade. Ele substitui no cargo o prefeito André Maia (PSD), com qual está rompido politicamente, já que o titular foi preso em dezembro, na Operação Sarcófago, da Polícia  federal.

Em carta, Judson Silva Costa alega razões pessoais e diz que “após refletir sobre a permanência na vida pública”, apresentava “de maneira irrecorrível e irretratável”, a  renúncia ao cargo de vice-prefeito e prefeito em exercício da cidade.

O vice-prefeito já estava rompido André Maia há tempos, mas vinha exercendo o cargo, em função da prisão do titular, determinada junto com secretários e pessoas de confiança da administração no município. Policiais, auditores e peritos analisam que a situação das contas do município de Senador Guiomard é crítica, tendo como alvo denúncias de malversação de fundos já descobertas e outras em apuração.

Na carta de renúncia, o vice-prefeito diz que “a presente decisão está ancorada, única e exclusivamente, em questões de foro pessoal, que há vários meses já vinham sendo pensadas e maturadas em família, notadamente no que tange a abdicar da vida pública, retomando outros projetos de vida pessoal e profissional”.

Judson retoma suas atividades privadas de advogado. Ele também é Capitão aposentado da Polícia Militar do Acre. A prefeitura de Senador Guiomard passa a ser comandada pelo presidente da Câmara Municipal e principal acusador contra o Prefeito André Maia, o vereador Gilson da Funerária.

A situação política naquele município se agrava a cada dia. Para todos os efeitos, André Maia ainda é o prefeito, já que não foi afastado do cargo pela Câmara Municipal ou por decisão judicial. Na semana passada, ele teve seu pedido de habeas corpus negado pelo Superior Tribunal de Justiça e continua recolhido ao presídio, em Rio Branco.