“Juntos por um Acre desenvolvido” (Carlos Coelho)

“Todos os governos que já assumiram o Palácio Rio Branco, chegaram imbuídos dos melhores propósitos em prol do crescimento e desenvolvimento do nosso Estado.
É verdade que ações, programas e projetos chegaram a atender parcelas significativas da nossa população.
No entanto, observamos também erros, equívocos e atos falhos das equipes e de governantes na tentativa de implementar políticas públicas para a nossa sociedade.
Vivemos um novo ciclo político, democraticamente escolhido pela maioria de nossa população. População que exige mudanças comportamentais, atitudes éticas e republicanas na gestão administrativa em nosso País, no Estado e nos Municípios.
Vamos parar com as disputas políticas partidárias, brigas, agressões e insultos. As disputas eleitorais têm que acontecer no período apropriado das eleições, que são democrática e políticamente corretas.
Neste momento de crise econômica no País, que reflete diretamente no nosso Acre, por depender aproximadamente 80% do FPE- Fundo de Participação do Estado, vindo do governo federal, sugere-se aos agentes políticos dos Poderes Constituídos, Federações, Sindicatos, Associações, Cooperativas e Entidades de Classes, a elaboração de ações propositivas para encaminhar ao novo governo, associando ao seu plano , juntos em prol das mudanças estruturantes que o Acre precisa, atendendo assim, aos sonhos, às expectativas e aos anseios da nossa população, principalmente dos que mais precisam.
Criticar por criticar ou culpar os agentes políticos do passado em nada contribuirá na solução dos nossos problemas. Precisamos sim, juntos, governo e a sociedade encontrarmos as reais soluções para nossos problemas. Para isso, precisamos dar um basta nas intolerâncias, nas culpabilidades e nas bravatas político- partidárias entre oposição e situação.
Será através de compromissos sociais, diálogo e determinação que iremos encontrar o melhor caminho, o horizonte Favorável e o Porto Seguro para tornar as nossas esperanças em realidade, melhorando a de vida de todos os Acreanos.
O Acre é de todos e para todos deveremos trabalhar”. Professor Carlos Coelho / Reprodução
Carlos Coêlho – Professor e Consultor Político.