Coluna Bom Dia

Reação

A prefeita Socorro Neri está em Brasília, em busca de recursos para sua administração e também para o encontro da Associação Nacional dos Municípios. Enquanto isso, alguns vereadores  botaram fogo no parquinho político na capital.

Insatisfação

É grande a insatisfação de alguns vereadores com as medidas da reforma administrativa da prefeitura, que eles mesmo aprovaram por unanimidade.  A demissão, que já estava prevista de pelo menos 100 servidores está afetando diretamente os vereadores.

Base

Dessa forma, os próprios vereadores analisam que a base da prefeita na Câmara Municipal vai cair de 11 para 8 vereadores. Nesse caso, ela perderia a maioria que tem na casa.

Demissões

Em resumo, todo mundo é a favor de enxugamento da máquina, de demissões, desde que não mexa nos seus apaniguados. Dessa forma, não a reforma não tem como se sustentar. Qualquer demissão vira um foco de incêndio político. Não era esse o combinado.

Firme

Em declaração feita em Brasília, a prefeita Socorro Neri se mantém firme na disposição de implantar a reforma, que foi aprovada pelos mesmos vereadores que agora protestam. Ela disse que não vai se curvar a picanhas.

Memória

A coluna se lembra de casos antigos. Em seu tempo de Governador, Nabor Junior tentou demitir um servente de escola que não aparecia para trabalhar e havia sido dedurado pelo diretor. Assim que assinou o ato, começou a ser pressionado. O tal servidor era parente de alta autoridade estadual. Resultado: quase que o diretor denunciante caiu e o servente ficou no cargo. Nabor comentava o caso com os amigos, para mostrar a dificuldade de se fazer política e gestão pública no Acre.

Pressão

Quem também está sofrendo todo tipo de pressão é o governador Gladson Cameli. Seu governo continua cheio de fiscais de diário oficial. Cada nome ou nomeação é analisada sob lupa, gerando protestos e desentendimentos. Assim fica muito difícil administrar.

Marketing

Ontem na reunião entre o marqueteiro e secretários e dirigentes do governo, quase que o pau quebrou mesmo. A equipe de marketing explicava que quem falaria pelo governo e quem deveria dar informações seriam a assessoria de comunicação e o porta-voz. Houve muito protesto dos ocupantes de cargos que são políticos.

Inconformado

Um dos inconformados com essa proposição foi o presidente da Acreprevidencia, Alércio Dias. Ele subiu o tom de voz e quase foi para o confronto com a equipe de marketing. É que ele tem pretensões políticas e quer ter um relacionamento direto com a imprensa.

Informações

A equipe de marketing pode até ter razão em tentar normatizar as informações do governo, dando uma voz única a administração e valorizando o governador. Entretanto, para isso, tem que definir como se dará essa troca de informação e qual o papel de cada auxiliar. E também  valorizar e permanentemente qualificar a equipe de comunicação e fazer com que ela tenha informações precisas, dietas e oficiais de todas as áreas do governo, o que é difícil

Relacionamento

O que os veículos de imprensa desejam é que seja estabelecida sempre uma via de Mão Dupla, de diálogo permanente com o governo, sem amarras e sem imposições. O governador é plenamente acessível e assim deve ser toda sua administração. O que não pode acontecer é os pedidos de informação da Imprensa não serem atendidos no momento desejado. Essa é uma estruturação que cabe ao governo definir da forma mais republicana e democrática possível.

Conquistas

Os servidores da Assembleia Legislativa têm muito a comemorar e agradecer à gestão que está se encerrando no Parlamento acreano. Os servidores conseguiram grandes vantagens, foram apoiados, valorizados, estão com todos os salários e gratificações em dia e deram contribuição decisiva ao trabalho dos deputados.

Reconhecimento

A esmagadora maioria dos Servidores sabe o que foi feito, como foram valorizados e como isso repercutiu bem na sociedade. A direção da Assembleia Legislativa que encerra o mandato vai deixar saudades.

Falecimento

Faleceu ontem em Cruzeiro do Sul ex-policial é figura amada e admirada na cidade conhecida por Mindolo. Amigo todos, sempre com deliciosas histórias para contar da política do Juruá e de seus personagens, que ele conhecia bem. Era querido por todos, especialmente pela família Cameli, que tinha nele um grande admirador. A família e amigos, os sentimentos da coluna.

Liminar

O TRF-1 cassou a liminar que impedia o reajuste da tarifa de luz no Acre. Uma decisão que contraria o desejo de todos os consumidores. A privatização da Eletroacre foi alardeada como a solução para a melhoria do atendimento e a diminuição da conta de luz. O que aconteceu foi uma empresa muito ágil na cobrança, demissões de servidores, sem melhoras aparentes no serviço e com um aumento brutal da conta, da ordem de 20%. E tem gente que aplaude isso.

Reunião

O Tribunal de Contas realizou uma reunião com os novos gestores estaduais para explicar o que pode e o que não pode na administração pública. Está avisando agora, porque vai cobrar depois. E quem é inteligente vai seguir os caminhos recomendados.

Judiciário

Começa dia 4 o ano judiciário, com o Tribunal de Justiça nas mãos firmes Desembargador Francisco Djalma. Ele já anunciou que vai priorizar, em sua gestão, a justiça de primeiro grau, a que está mais próxima do cidadão.

Experiência

Francisco Djalma sempre foi um dos bons magistrados da área criminal no Acre. Assume o TJ em um momento em que a criminalidade exige medidas firmes e fortes da Justiça. Ele é plenamente capaz e experiente para dar as respostas desejadas e necessárias.

Trajetória

Francisco Djalma entrou na magistratura em 1988, como juiz em Feijó e chegou ao Tribunal, como desembargador em 2012. Vai dirigir nos destinos da justiça acreana até o ano de 2021

Realizações

A desembargadora Denise Bonfim, que deixa o cargo de presidente do TJ, foi responsável por grandes conquistas nos dois anos de gestão. Ela recuperou e fortaleceu, por exemplo, o Projeto Cidadão, que realizou em dois anos mais de 33 mil procedimento, levando a justiça para o cidadão mais simples. No plano interno, resolveu o problema do PCCR dos servidores.

Café

O senador Jorge Viana encerrou seu mandato com um café da manhã para os jornalistas políticos no Acre, para agradecer a cobertura que teve em suas atividades e para traçar Novos Rumos.

Nas redes

Nas redes sociais, o sensor Jorge Viana publicou que “em tempo pra tudo, né mesmo? Vivo agora a última semana desse mandato que tive a honra de exercer. Hoje, eu e o Angelim, tivemos uma conversa com alguns jornalistas que cobrem política. Agradecemos a boa convivência, o respeito aos nossos trabalhos e falamos um pouco desses tempos que vivemos”.

Vida Nova

O senador que deixa o mandato ressaltou que “a nossa luta política foi sempre no sentido de trabalhar pelo bem comum e fazer boas coisas acontecerem, mas agora é tempo de menos política e melhor vivência….. vida nova!”

Destino

Jorge Viana não disse com todas as letras, mas para bom entendedor ficaram claros os seus planos, Jorge deve ser para voltar a disputar o Senado, dentro de quatro anos. O candidato a prefeito do PT, deve ser o Raimundo Angelim, que fez uma gestão muito elogiada e ainda muito lembrada na prefeitura da capital.

Articulação

Ney Amorim vai fazer, no parlamento, o que gosta e sabe fazer: Articulação política, ligado ao governo do estado, ainda que como assessor informal ou mesmo sendo nomeado para uma Assessoria. Já com sua articulação, o governo tem como certos os votos dos 11 deputados ligados a oposição ou Independentes na nova composição da Assembleia. Vão apoiar candidatura oficial de Nicolau Júnior para a presidência e Luiz Gonzaga para a primeira secretaria. Ney não entra e não deixou seus companheiros entrarem em Aventuras.

Risco

Pastor Manuel Marcos está numa duvida cruel: renuncia ou não renuncia ao mandato de vereador para assumir na sexta-feira o mandato de deputado federal.

Risco II

O medo do vereador-pastor de renunciar é ficar sem mandato caso a justiça casse o de deputado federal, já que responde a processo na justiça federal por desvio dos recursos do fundo partidário. Como foi preso no final do ano passado, o vereador quer se garantir no mandato. Está com medo de ficar na base daquele velho ditado: nem mel de cumbuca.

Recurso

A situação ficou ainda mais crítica ontem quando o vereador soube que há uma ação na justiça eleitoral para impedir sua posse no mandato de deputado federal. Por conta disso ele que deveria renunciar ao cargo de vereador recuou e decidiu esperar.

Até lá

O caso está na mesa da juíza Olivia Ribeiro, que já deu decisões duras contra Manuel Marcos. Sua preocupação não é sem sentido.

Nomeado

Pegou mal entre a comunidade a indicação do novo diretor do Procon. O motivo? Ele é advogado do pastor Manuel Marcos e da Dra Juliana e lhes garantiu o Habeas Corpus. Ou seja, o PRB já está na base de Gladson Cameli.

Falou mal

E pegou mal porque a Dra. Juliana, que indicou André Gil de Paula, era uma das maiores críticas de Gladson Cameli na campanha. Isso sem falar de seu filho, Diego Rodrigues que, aliás, só não foi pro Procon porque ainda está usando tornozeleira.

Nomeado

Vagner Sales mais uma vez conseguiu o que queria. Saiu ontem sua nomeação para a articulação política de Gladson Cameli e a do filho Fagner Sales para diretoria executiva do Deracre.

Fora

Com os cargos garantidos, Vagner ontem manteve-se calado sobre a eleição da nova mesa diretora da Assembleia Legislativa. Curioso esse silêncio

Rodou

Nessa história quem dançou mesmo foi Roberto Duarte. Sua chance de ser primeiro-secretário da mesa diretora da ALEAC subiu no telhado.

Aprende

A experiência é boa para Duarte aprender que dentro do MDB o sistema é bruto, antiguidade é posto e quem manda mesmo são os caciques. Novinho por lá só observa.