- Jornal A Tribuna - http://www.jornalatribuna.com.br -

Acre vai reforçar diagnóstico e tratamento da hanseníase

A ação inicial do governo do Acre para reforçar o diagnóstico e tratamento de hanseníase ocorreu no Hospital das Clínicas, em Rio Branco. Em menos de duas horas de atendimento, um caso novo de hanseníase já havia sido diagnosticado.

[1]

Reprodução

Franciely Gonçalves, gerente do Programa Estadual de Controle da Hanseníase, conta que presídios e unidades de saúde no interior do estado devem receber as próximas etapas da campanha.

Desde a década de 80, o número de casos de hanseníase no Acre diminuiu 98%. Mas ainda assim, Franciely diz que, por ano, são identificados cerca de 120 novos casos.

A hanseníase é uma doença infecciosa, causada por bactérias, que afeta principalmente a pele, os olhos, o nariz e os nervos periféricos. Os sintomas incluem manchas claras ou vermelhas na pele com diminuição da sensibilidade e dormência. O tratamento dura entre 6 e 12 meses, com medicamentos disponíveis no Sistema Único de Saúde.