Descarrilamento de comboio nos EUA faz 6 mortos

descarrilamento

Um comboio de passageiros, com mais de duzentas pessoas a bordo, descarrilou na madrugada desta quarta-feira, (21h30 de terça, hora local), na zona de Port Richmond, em Filadélfia, provocando a morte de, pelo menos, cinco pessoas. Ainda não são conhecidas as causas do despiste do comboio, que fazia a ligação entre Washington D.C. e Nova Iorque.

“Nunca vi nada como isto na minha vida”, lamentou Michael Nutter, mayor de Filadélfia, citado pela agência Reuters, após ter tido acesso à zona do acidente que estava vedada pela polícia local, que descreveu como um “caos absoluto”.

No comboio seguiam 238 passageiros e 5 membros da tripulação. Poucos minutos após o acidente, cerca de 150 pessoas terão conseguido sair dos destroços pelo seu próprio pé. As autoridades confirmaram a morte de 6 pessoas e o transporte imediato de outras 65 para os hospitais locais, 5 delas em estado crítico. Os estabelecimentos de saúde da cidade reportaram a entrada e tratamento de mais de 130 pessoas, com ferimentos relacionados com o acidente ferroviário.

Daniel Wetrin, um dos passageiros que seguia no comboio, revelou à CNN alguns pormenores do momento do acidente. “Pessoas, cadeiras e malas voaram por todo o lado, foi bastante caótico”, relatou. Quando o comboio ficou imobilizado havia pessoas que tinham ido parar “aos compartimentos das malas, por cima das nossas cabeças”.

As autoridades locais ainda não divulgaram as causas do descarrilamento do comboio nº 188 da Amrak, que fazia o trajecto habitual entre Washington D.C. e Nova Iorque, um dos mais frequentados do nordeste dos Estados Unidos. “Ainda não sabemos o que se passou aqui”, confessou Nutter aos repórteres logo após o acidente, no local. “Não fazemos ideia a que velocidade o comboio ia”, acrescentou.

A Direcção Nacional de Segurança e Transporte está a investigar o caso e esperam-se novos desenvolvimentos durante esta quarta-feira. Contactado pela CNN, o FBI coloca de parte, para já, a hipótese de um acto terrorista.

Este é o quarto acidente ferroviário grave nos Estados Unidos, desde o início de 2015. Em Fevereiro, o choque entre o metropolitano e um carro, em Nova Iorque, provocou a morte de 6 pessoas. Em Março, outros dois acidentes graves, envolvendo um comboio e uma carruagem de metropolitano, em Los Angeles, resultaram no ferimento total de mais de 70 pessoas.