Governo Bolsonaro começa dia 18 a vender os aeroportos de Rio Branco e Cruzeiro do Sul

Depois do sucesso da primeira rodada de vendas dos aeroportos brasileiros, o Governo Federal está empolgado. O ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas confirmou nesta sexta-feira (15) que o governo apresentará na próxima segunda-feira, 18 de março, o edital de chamamento para a sexta rodada de concessão de aeroportos. Esse edital dá início aos estudos para a próxima rodada de leilões de aeroportos, definindo valores por cada bloco e expectativas de investimentos.

Reprodução

Serão colocados em leilão mais 22 terminais, incluindo os de Rio Branco e Cruzeiro do Sul. Os aeroportos estão comportados por blocos: O Bloco Sul, formado por nove aeroportos, inclui dois terminais em Curitiba, um em Foz do Iguaçu e um em Londrina, no Paraná; um em Navegantes e um em Joinville, em Santa Catarina; um em Pelotas, um em Uruguaiana e um Bagé, no Rio Grande do Sul.

O Bloco Norte engloba sete aeroportos: um em Manaus, um em Tabatinga e um em Tefé, no Amazonas; um em Porto Velho; um em Rio Branco e um em Cruzeiro do Sul; e um em Boa Vista. No terceiro lote, o chamado Eixo Central, estão os terminais de Goiânia, de São Luís e Imperatriz, no Maranhão; de Teresina, no Piauí; de Palmas, no Tocantins; e de Petrolina, em Pernambuco.

Com informações da EBC.