Estado Islâmico executa pelo menos 50 pessoas no Iraque

estadoislamico

O grupo terrorista Estado Islâmico (EI) assassinou nesta sexta-feira pelo menos 50 pessoas, a maioria policiais e civis armados, após assumir o controle da maior parte dos bairros da cidade de Ramadi, capital da província de Al-Anbar, no oeste do Iraque.

Fontes dos serviços de segurança da cidade informaram à Agência Efe que os integrantes do EI fizeram as execuções a tiros e destruíram a sede da polícia e do governo de Al-Anbar. Além disso, as fontes disseram que os jihadistas também controlaram o complexo governamental e hastearam a bandeira do grupo em prédios oficiais na cidade.

As forças de segurança começaram a se reunir no bairro de Al-Malaab, no leste da cidade, para preparar um contra-ataque a fim de recuperar os bairros tomados pelo EI, acrescentaram as fontes. O complexo governamental de Ramadi inclui os edifícios do governo, do conselho municipal, da polícia e várias sedes oficiais e de órgãos de segurança.

A aviação da coalizão internacional e a iraquiana bombardearam várias posições e fortificações do EI no centro de Ramadi, o que deixou dezenas de mortos e feridos, e provocou a destruição de veículos. Nesses ataques, 20 membros das forças iraquianas morreram.

Além disso, dois carros-bomba com integrantes do EI explodiram contra a delegacia de Al Mashd, no centro de Ramadi, o que provocou a morte de sete soldados e ferimentos em outros 20.

Os jihadistas também fizeram o controle de Juba, que pertence à região de al-Baghdadi, 70 quilômetros ao oeste de Ramadi, após duros combates com as forças de segurança e homens tribais armados.