ÚLTIMAS NOTÍCIAS >>

Mulher é presa por ter ajudado genro a matar ex-marido

A Polícia Civil do Acre prendeu Elenilda Queiroz por homicídio qualificado nesta terça-feira (9). Ela é suspeita de ajudar o genro, Francisco Antônio de Lima, preso na última sexta (5), a matar o ex-marido Rosildo de Oliveira, de 55 anos.

Foto: Alexandre Lima/Arquivo pessoal

Oliveira está desaparecido desde o último dia 27, quando teria sido assassinado a tiros por Francisco Lima, e o corpo jogado no Rio Xapuri. O crime ocorreu na zona rural de Assis Brasil, interior do Acre.

A vítima teria sido morta porque não aceitava o relacionamento da filha adolescente com o suspeito. Segundo a polícia, o suspeito confessou o crime quando foi preso. A menina é fruto do relacionamento da vítima com Elenilda.

O delegado responsável pelo caso, Luiz Tonini, falou que Elenilda teria ido até a casa do ex-marido e distraído ele enquanto Francisco Lima estava escondido na mata. A arma usada no crime teria sido fornecida pela mulher para que o genro matasse a vítima.

“A gente sabia que ele era o autor e sabia também que tinha a participação dela. Mas, mantemos o sigilo para que ela não fugisse. Representei pela prisão dos dois. O pessoal foi cumprir e tentar localizar o corpo.

Além de Elenilda, a polícia prendeu também o atual companheiro dela por posse ilegal de arma de fogo. Os dois foram levados por equipes das polícias Civil e Militar e Corpo de Bombeiros, que foram até a localidade tentar resgatar o cadáver da vítima, para Assis Brasil.

“Montamos a equipe com apoio dos Bombeiros e da Polícia Militar para ajudar na localização do corpo, o que infelizmente não foi possível devido a esse lapso temporal e da forte correnteza do rio”, afirmou Tonini.

O atual companheiro de Elenilda pagou fiança e foi liberado ainda na terça.

Informações G1