ÚLTIMAS NOTÍCIAS >>

IBGE estima queda de 2.9 mil toneladas na Safra do Acre

Natan Peres

A estimativa do mês de junho para a safra de 2019  aponta uma redução de 2.9 mil toneladas em relação ao ano anterior. Os números são do Levantamento Sistemático da Produção Agrícola, divulgado na quinta-feira, 11, pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Em termos percentuais a queda é de 3.2% na produção em toneladas, no estado do Acre. A previsão é de que a colheita do plantio seja de 89.948 toneladas, contra as 92.879 toneladas do ano passado.

Mesmo com o aumento da área de produção, que passou de 41.532 hectares, para 44.487, o peso da safra, deste ano, será menor. No acre, o levantamento levou em conta a produção de arroz, banana, café, cana-de-açúcar, feijão, fumo, laranja, mandioca e milho e soja.

A queda foi puxada pela redução da produção do café (-10.9%), milho (-3.8%) e arroz (-6.0). Nem mesmo o crescimento da produção da cana-de-açúcar (719.5%), fumo (37.8%), mandioca (54.8%), banana (17.9%), feijão (19.9%) e laranja (16.8%) foram capazes de elevar a estimativa total da safra 2019. A soja se manteve estável, sem variação.

No país, a produção de cereais, leguminosas e oleaginosas para 2019 foi estimada em 236,0 milhões de toneladas, 4,2% superior à safra de 2018 e 0,6% acima da divulgada em maio. Já a estimativa da área a ser colhida foi de 62,8 milhões de hectares, 3,0% maior que a de 2018 e 0,3% maior do que a do mês anterior.

O arroz, o milho e a soja representam 92,5% da estimativa da produção e respondem por 87,3% da área a ser colhida. Em relação a 2018, houve aumento de 6,8% na área do milho e de 2,2% na da soja, e queda de 10,1% na área de arroz. Já na produção, ocorreram quedas de 4,5% para a soja e de 11,2% para o arroz, e aumento de 17,1% para o milho. Acesse o material de apoio do Levantamento Sistemático da Produção Agrícola (LSPA) para mais informações.