Andrés já admite não vender Pato e assumir prejuízo

pato-fica

Superintendente de futebol do Corinthians, Andrés Sanchez reconheceu que a contratação de Alexandre Pato em 2013 não causou o impacto desejado e que a diretoria já sabe que arcará com prejuízo.

O ex-jogador de Internacional e Milan custou 15 milhões de euros no começo daquele ano, mas não caiu nas graças da torcida e acabou emprestado na temporada passada ao São Paulo, onde está até hoje.

O vínculo com o time do Morumbi termina em dezembro, e o Corinthians tenta de todas as formas negociá-lo até o final deste ano, pois 2016 é o último de seu contrato com a equipe alvinegra, aumentando a possibilidade de uma saída sem custos.

O ex-presidente negou que propostas oficiais tenham sido feitas, apenas sondagens, mas estipulou o preço do atacante.

“Por menos de 10 milhões (de euros), o Corinthians não o vende. Já sabemos do prejuízo”, disse Andrés Sanchez. “Se não for nessa janela, vamos tentar na próxima. Se não vender, ele é obrigado a voltar ao Corinthians”.

“Ele é uma grande pessoa, só não conseguiu jogar. Para isso acontecer não depende só do clube, depende dele. Depende do treinador. Existe grupo, técnico, identificação… Existem fatores para se dar bem ou mal em um clube”, continuou o ex-presidente.

Questionado se escalaria Alexandre Pato caso ele estivesse à disposição no lugar do lesionado Luciano, Andrés foi direto: “Hoje, não”.