Cássio é novidade da Seleção para pegar Argentina e Peru

dunga-seleção-elim

CONFIRA A LISTA COMPLETA

Goleiros: Jefferson (Botafogo), Cássio (Corinthians) e Alisson (Internacional);

Laterais: Danilo (Real Madrid), Daniel Alves (Barcelona), Filipe Luís (Atlético de Madrid) e Marcelo (Real Madrid);

Zagueiros: David Luiz (PSG), Miranda (Inter de Milão), Marquinhos (PSG) e Gil (Corinthians);

Meio-campistas: Luiz Gustavo (Wolfsburg), Fernandinho (Manchester City), Elias (Corinthians), Renato Augusto (Corinthians), Lucas Lima (Santos), Kaká (Orlando City), Willian (Chelsea) e Oscar (Chelsea);

Atacantes: Neymar (Barcelona), Ricardo Oliveira (Santos), Hulk (Zenit) e Douglas Costa (Bayern de Munique).

Neymar está de volta à seleção brasileira. Após cumprir quatro jogos de suspensão – dois na Copa América e dois nas eliminatórias – por um desentendimento com o árbitro chileno Enrique Osses, o atacante reapareceu na lista para as partidas contra Argentina e Peru, nos dias 12 e 17 de novembro, em Buenos Aires e Salvador, respectivamente.

Além do craque do Barcelona, a principal novidade foi a inclusão do goleiro Cássio, do Corinthians, convocado pela primeira vez. Ele ocupará a vaga do gremista Marcelo Grohe, que lesionou o ombro direito antes da estreia, no Chile, e, apesar dos relatórios positivos do departamento médico de sua equipe, ficou fora dessa vez.

Temos contatos frequentes com os jogadores e eles devem nos passar as informações. Quando ela não é exata, pode acontecer algo que não agrade a todo mundo
Dunga, sobre a ausência de Philippe Coutinho

Em relação ao grupo que enfrentou Chile e Venezuela, são três modificações: Neymar, Cássio e Danilo, lateral-direito do Real Madrid que estava machucado no mês passado, e agora reaparece no lugar de Fabinho, do Monaco. Os outros 20 foram mantidos, inclusive Kaká e Ricardo Oliveira, convocados para as primeiras rodadas em razão dos cortes de Philippe Coutinho e Roberto Firmino. A dupla do Liverpool não foi lembrada nessa oportunidade.

– São jogadores que estão voltando de lesão, mas é como eu já falei: não pode deixar cadeira vazia. Deixou vazia, alguém senta. Se o outro vier bem, vai seguir. Tem de estar concentrado, a responsabilidade é grande – alertou Dunga, que também deixou no ar um certo incômodo com o processo de contato para verificação do estado clínico de alguns jogadores.

– Temos contatos frequentes com os jogadores e eles devem nos passar todas as informações. Se a informação não chega, podemos ter alguns equívocos. Queremos contato direto com o jogador para que a informação chegue de maneira rápida e possamos tomar uma decisão. Quando ela não é exata, pode acontecer algo que não agrade a todo mundo.

Antes do principal clássico dessas eliminatórias, e ciente da provável ausência do lesionado Messi, Dunga classificou como uma “guerra” qualquer encontro entre Brasil e Argentina. E comemorou o retorno de Neymar, companheiro do craque argentino no Barcelona.

– Qualquer treinador gostaria de contar com os melhores. Eles (argentinos) precisam superar o momento de não ter o Messi. Nós não tivemos o Neymar no início e ficamos felizes com sua volta. Isso aumenta muito nosso potencial.

Líder do Campeonato Brasileiro e sede dos primeiros treinos da Seleção, antes da partida contra a Argentina, o Corinthians teve quatro jogadores convocados. Os outros clubes do país com nomes na lista são Santos (dois), Botafogo e Internacional. Como o duelo diante do Peru será realizado no dia 17, a presença desses atletas torna-se dúvida na rodada dos dias 18 e 19.

Os jogos das equipes envolvidas serão: Vasco x Corinthians e Santos x Flamengo na quarta-feira, e Chapecoense x Internacional na quinta.

– Para nós, não importa se o jogador está no Brasil ou na Europa. O que importa é o rendimento desses jogadores. Vamos olhar sempre pelo lado técnico. É importante serem jogadores habituados a vencer, e isso acrescenta muito numa convocação – afirmou o treinador.

Logo depois da convocação, o coordenador Gilmar Rinaldi abriu a possibilidade de transferir os jogos de Corinthians e Santos para quinta-feira, a fim de minimizar prejuízos. O assunto já foi colocado ao gerente de competições Manoel Flores. É provável que haja mudanças.

– Se houver a possibilidade de contribuirmos, sem dúvida vamos fazer isso – afirmou Rinaldi.

Pela Série B, o Botafogo não terá Jefferson contra o Luverdense (dia 10) e o Santa Cruz (dia 14).

Fonte: Ge