Messi vê Neymar como seu sucessor: ‘Pode chegar onde quiser’

messi-neymar

A parceria de Messi com Neymar no Barcelona já tem dois anos e meio de duração, e esse período foi o suficiente para o brasileiro conquistar a admiração do melhor jogador do mundo. Dono de cinco Bolas de Ouro da Fifa, o argentino elegeu Neymar como seu substituto natural no prêmio e não poupou elogios ao colega.

“Neymar ganhará a Bola de Ouro algum dia, porque tem tudo para consegui-lo. É um jogador com classe e chegará onde quiser. É rápido, técnico e com habilidade no um contra um”, avaliou Messi em entrevista dada à France Footballapós a cerimônia de premiação da Bola de Ouro e reproduzida nesta quarta-feira pela revista.

Formado nas divisões de base do Santos, Neymar chegou ao Barcelona com grande expectativa e já como um dos grandes jogadores do futebol mundial. De lá, para cá, no entanto, só evoluiu. Na temporada passada, a dupla ainda cresceu com a chegada de um terceiro integrante, Luis Suárez. O Barcelona, então, cresceu e os três atacantes se tornaram protagonistas do ataque de maior sucesso na atualidade.

“Agora, vejo mais coisas em campo. Faço mais passes, e o fato de jogar com atacantes como Neymar e Suárez também ajuda neste sentido. Quando a relação não é boa no vestiário, é difícil ganhar títulos. Nossa boa relação com Neymar e Suárez foi algo natural. Isto nos permite encontrar-nos com os olhos fechados”, exaltou Messi.

Diante deste sucesso, o argentino avaliou que está de volta a seu melhor futebol, depois de passar por momentos complicados, lutando contra lesões. “Estou muito melhor do que nos anos anteriores. Em 2013 e 2014, tive lesões e não estive no meu máximo. Hoje, sim, estou. Penso que encontrei o nível que tinha há três ou quatro temporadas.”

Em meio a títulos, prêmios individuais e o incrível entrosamento com Neymar e Suárez, Messi não quer saber de deixar o Barcelona. Apesar dos rumores sobre uma possível saída para o Chelsea e, principalmente, o Manchester City, o jogador garantiu que só atuará pelo clube catalão na Europa. Uma possível negociação futura só aconteceria se fosse para ele voltar à Argentina.

“Nunca vou jogar em outro clube europeu. O Barcelona é minha casa e quero me aposentar aqui. Isso sim, pode ser que termine minha carreira na Argentina. Qualquer coisa pode acontecer no futuro, mas quero seguir aqui”, afirmou.