ÚLTIMAS NOTÍCIAS >>

PF apura contratos da Odebrecht com sobrinho de Lula

A Polícia Federal deflagrou, nesta sexta-feira (20/5), operação para apurar contratos da empreiteira Odebrecht com parentes do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva em obras em Angola. Batizada de “Janus”, as ações envolvem quatro mandados de busca e apreensão, duas conduções coercitivas e cinco intimações em Santos (SP). Um dos alvos é Taiguara Rodrigues, sobrinho do petista por parte de sua primeira mulher, já falecida.

pf-lula-sobrinho

Ele fechou contratos com a Odebrecht em Angola na usina hidrelétrica de Cambambé. Taiguara disse à CPI do BNDES, em outubro de 2015, que recebeu US$ 1,8 milhão a US$ 2 milhões da empreiteira por contratos no país africano. Nas contas da PF, fez serviços nas obras de Cambambé por R$ 3,5 milhões. A obra recebeu US$ 464 milhões de financiamento do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES).

Os policiais investigam se esses contratos da Odebrecht com a empresa de construção civil de Taiguara foram usados para pagar propinas. A apuração começou de um Procedimento de Investigação Criminal do Ministério Público para a PF que tentava descobrir se a construtora Odebrecht pagou subornos entre 2011 e 2014 para obter “facilidades” em conseguir empréstimos no BNDES.

Agora, a PF quer esclarecer os contratos da empreiteira fechados entre 2012 e 2015 com a pequena empresa de construção de Santos ligada ao parente de Lula. A Polícia Federal investiga a prática dos crimes de tráfico de influência e lavagem de dinheiro . O Instituto Lula têm negado que Taiguara seja seu “sobrinho” e que mantenha relações frequentes com ele.

Janus ou Jano é um deus romano, uma divindade latina de duas faces, que olha para o passado e o futuro. O nome da operação é uma referência sobre como as investigações devem se ater a todos os aspectos do que está sendo apurado.