Remo vence Rio Branco novamente e avança na Copa Verde

dsc_0313_1Rio Branco e Remo fizeram um confronto morno na noite deste domingo (22), na Arena da Floresta, na capital do Acre, jogo de volta da primeira fase da Copa Verde. Em vantagem no confronto, após a vitória por 2 a 0 no Pará, o Remo fechou a conta com uma nova vitória, repetindo o placar da ida e confirmando a vaga para enfrentar o Princesa do Solimões nas quartas de final da competição. Os gol do triunfo foram marcados pelos atacantes Rony, aos 32 do minutos do primeiro tempo, e Flávio Caça-Rato, aos 44 da etapa final.

O Remo volta a jogar na quarta-feira (25), pelo Campeonato Paraense, contra o Castanhal, em partida para as duas equipes cumprirem tabela, já que ambas estão eliminadas das semifinais da Taça Cidade de Belém, primeiro turno do estadual.

Pela Copa Verde, o Leão entra em campo novamente no dia 8 de março, no primeiro jogo das quartas de final, contra o Princesa do Solimões, provavelmente no Mangueirão, em Belém, capital paraense.

Antes da bola rolar o Rio Branco levou o primeiro golpe da partida. A Justiça do Trabalho confiscou a renda do jogo por causa de dívidas trabalhistas do clube com ex-jogadores. O Remo chegou no Acre com uma grande vantagem e atuou o jogo inteiro sabendo o que queria: fazer o tempo passar. Enquanto isso, o Rio Branco precisava correr atrás do prejuízo. A partida começou debaixo de chuva, o que pode ter ajudado para não deixar o clima esquentar. Parecia que o Rio Branco sabia que não conseguiria alcançar o objetivo de vencer por dois gols ou mais e que o Remo tinha certeza que a fatura estava liquidada.

A primeira boa chance do jogo surgiu apenas aos 28 minutos, pelo lado do Rio Branco. Pouco para um time que precisava de gols. Após cobrança de falta para a área do remo, a defesa tentou afastar, mas a bola foi para dentro da pequena área. Com o goleiro Camilo já batido, o ataque do Estrelão não conseguiu empurrar a bola para gol e a defesa afastou o perigo.

Quatro minutos depois, o tiro de misericórdia. A defesa do Rio Branco estava olhando a banda passar, não percebeu a entrada de Rony, que dominou sozinho dentro da grande área, pelo lado direito, e fuzilou o goleiro Edivandro, ampliando a vantagem do Leão em um chute cruzado: 1 a 0.

O gol derrubou ainda mais o ânimo dos jogadores do Estrelão, que pouco conseguia criar e não oferecia perigo ao goleiro Camilo, do Remo.

Aos 44, Rony teve a chance de ampliar. O camisa 11 recebeu a bola por trás da defesa do Rio Branco, mais uma vez sozinho, e cara a cara com o Edivandro, mas finalizou por cima da trave. E a etapa inicial terminou com a vantagem mínima do Leão.

Na volta para o segundo tempo, o técnico Zezito, do Rio Branco fez mudanças, tirando o meia Evandro e o atacante William para a entrada de Matheus Tarauacá e Lucas. O time acreano ganhou em velocidade, mas seguiu sem criatividade na armação das jogadas. E o Remo optou por jogar fechado, apostando nos contra-ataques com a velocidade do Rony.

O lance mais perigo pelo lado do Rio Branco foi com o atacante Tonho Cabañas. Aos 30, ele dominou a bola dentro da grande área, mas desequilibrado, finalizou por cima do gol de Camilo.

O Remo passou o tempo inteiro tocando a bola, cumprindo a tarefa que lhe cabia. Apoiado pelas pouco mais de uma dezena de torcedores que compareceram na Arena, o time era embalado pelo olé gritado pelos visitantes na arquibancada.

Para fechar com chave de ouro a visita ao Acre, o Leão viu sua principal estrela, Flávio Caça-Rato, ou o CR7 do nordeste, fechar o caixão do Rio Branco com uma cabeçada certeira, aos 44 minutos da etapa final. Remo 2 a 0 e passagem carimbada para visitar o Amazonas nas quartas de final da Copa Verde.

RIO BRANCO-AC 0 X 2 REMO

Edivandro; Léo, Victor Hugo, Tyrone, Jeferson; Paulinho Pitbull, Kinho, Rilber, Evandro (Matheus Tarauacá); William (Lucas) e Tonho Cabañas

Camilo; George Lucas, Ciro Sena, Max, Alex Ruan; Alberto, Dadá, Bismarck (Jadilson), Eduardo Ramos (Fabrício); Rony (Felipe Macena) e Flávio Caça-Rato

Técnico: José Araújo (Zezito)

Técnico: Zé Teodoro

Gols:  Rony (REM) aos 28min do 1º tempo e Flávio Caça-Rato (REM), aos 44min do 2º

Cartões:  Amarelos para Alex Ruan, Camilo, Ciro Sena e Alberto (REM) e Léo (RBFC)

Local:  Arena da Floresta, Rio Branco, capital do Acre