ÚLTIMAS NOTÍCIAS >>

BR Distribuidora entra em greve e pode faltar combustível

Trabalhadores da BR Distribuidora, subsidiária da Petrobras iniciam greve nesta segunda-feira (15), por tempo indeterminado. O movimento é nacional e tem o único objetivo evitar que 51% dos ativos da distribuidora de combustível sejam vendidos para o setor privado. O movimento manterá um efetivo de 20 a 30% dos funcionários para os serviços essenciais.

GreveBR

A Petrobras Distribuidora, em Manaus, fornece combustível ainda para outros Estados como Acre e Roraima. No caso do Acre apenas a Petrobras faz esse papel o que vai deixará o Estado sem fornecimento total.

Além do Amazonas a greve foi aprovada em assembleia nos Estados de Minas Gerais, Bahia, Sergipe, Pernambuco, Rio Janeiro, São Paulo, Rio Grande do Sul. Apenas no Amazonas e em Pernambuco o prazo e por tempo indeterminado e nos demais a previsão é de até 5 dias.  A categoria quer chamar a atenção da diretoria suprema da estatal em busca de um melhor modelo de venda da empresa e espera que até no terceiro dia de paralisação a diretoria já entre em negociação.

O funcionário da subsidiária e membro do movimento, Carlos Marciel, repassou, entre outras informações, que os serviços prestados pela Petrobrás Distribuidora são de caráter essencial e não podem paralisar 100%. Mas o abastecimento de combustível para a aviação comercial dos aeroportos da capital e postos de gasolina da rede BR serão paralisados.

Restrições

Durante a greve será fornecido combustível apenas para as usinas termelétricas, forças armadas, instituições ligadas à Secretaria de Estado de Administração (Sead), como as polícias Militar e Civil e hospitais, que precisam do combustível para viaturas e ambulâncias, respectivamente.