ÚLTIMAS NOTÍCIAS >>

Coluna Bom Dia

Show

O governo fez ontem o anúncio oficial da programação da Expoacre e prometeu, mais ima vez – todo ano é a mesma coisa, não importa quem esteja no comando do Estado – uma feira voltada para a produção e negócios. A perspectiva de que isso vá mudar de uma hora para outra é muito improvável.

Feira

Coo sempre, haverá negócios entre os grandes produtores e fazendeiros de sempre, venda de gado subsidiado por financiamentos, alguns negócios de máquinas e equipamentos e venda livre de bugigangas, como pano de fundo para uma grade ação de lazer, turbinada pelo pagamento antecipado de salários pelo governo e prefeitura.

Galpão

O governador Gladson Cameli anunciou a transposição do governo para um galpão na Expoacre, com espaço para secretarias, despachos de secretários e até da Academia Acreana de Letras, que tem tanta familiaridade com o agronegócio como tem com a física quântica.

Programas

Muito bem, o que esses secretários vão anunciar e fazer na feira ainda é um mistério. Algumas secretarias não têm orçamento nem para comprar cafezinho, quanto mais para fechar negócios, Não tem planos de ação e muito pouco a mostrar.

Sentado

O governador disse que não quer ver secretários sentados, mas fazendo negócios. Vamos ver no que vai dar. Pode ser necessário instalar uma academia no local para eles se exercitarem, e não será na academia de letras.

Comitiva

Está marcado também, espaço para comitiva de Rondônia que, com certeza, tem muito interesse no Acre: para arrendar terras, para vender insumos, para fazer valer a força econômica do estado vizinho, com sua agressiva política de agronegócio, centrada na soja e outros grãos. Será mesmo o modelo ideal para um estado conhecido pela pequena propriedade, como o Acre?

Otimismo

A coluna não quer ser pessimista, mas lembra que há problemas mais graves no estado do que a promoção da Expoacre. Os ramais não dão escoamento e este ano o dinheiro disponível mal dará para resolver os casos mais escabrosos de falta de acesso.

Saúde

A saúde está em pandarecos, não existe a uma inspeção em hospitais, enquanto a secretária voa, bate asas e exibe seu mal humor e declarações ríspidas.

Segurança

A área  de segurança promete policiamento ostensivo na Expoacre, as os bairros da capital estão entregues à guerra de facções, que provocam vítimas inocentes ou não todos os dias.

Recuperação

O parque de exposições está sendo reformado, mas a capital sofre com a falta de compromisso de órgãos como o Depasa, que abre buracos nas ruas, deixando um serviço mal feito. Em suma, é preciso que este ano sirva como um balanço do que a Expoacre pode servir como parâmetro de negócios para o Acre, além da festa tradicional e dos comércios caça-níqueis instalados em seu recinto.

Luz

Para se ter uma ideia da importância do projeto da prefeitura de mudar a iluminação da cidade e do impacto positivo que isso gera, é importante estar atento a um experimento realizado em Nova York que mostrou que há uma relação direta entre a qualidade da iluminação pública e a redução da violência e da criminalidade.

Experiência

 Um experimento realizado em parceria com a polícia metropolitana de Nova York apontou para uma redução de 36% nos crimes ocorridos durante a noite em ruas que receberam iluminação pública extra, por um período de seis meses, entre março e agosto de 2016.

Crime

Os pesquisadores do Bureau Nacional de Pesquisa Econômica, nos EUA, sortearam 40 ruas com habitações de interesse social de um universo de 80. Todas eram consideradas prioritárias pela polícia de NY porque nelas a incidência de crimes não havia declinado nos últimos anos, como no restante da cidade.

Mais luz

As localidades sorteadas receberam mais de 300 torres de luz distribuídas de acordo com o tamanho da área que deveria ser iluminada. A partir de dados prévios de crimes como homicídio, roubo e furto ocorridos nestas localidades, a equipe liderada pelo economista Aaron Chalfin, da Universidade da Pensilvânia, nos EUA, detectou redução na taxa desses crimes que variou de 36% a 60%.

Redução

Como os crimes noturnos representam 11% do total de ações criminosas dessas localidades, trata-se, na perspectiva mais conservadora, de uma diminuição de aproximadamente 4% no total dos crimes de rua desses endereços. Os pesquisadores americanos lembram que diminuição semelhante seria esperada no caso de aumento de 10% no número de policiais nas ruas. E isso implicaria um custo muito mais alto aos cofres públicos.

Contribuição

Ou seja, ao decidir melhorar a iluminação da cidade, de forma mais moderna, com lâmpadas de Led, a prefeitura está dando sua efetiva contribuição para a queda da violência.

O que lhe cabe

Em outras palavras, a prefeitura não tem a função precípua de cuidar da segurança pública, que é papel do Estado, mas pode colaborar dentro de suas atribuições E a maior, sem dúvida é a iluminação pública, que espanta criminosos, como se vê,

Qualidade

isso serve para os poucos críticos da medida da prefeitura, que em boa hora investe na troca da iluminação pública. Os efeitos, claro, vão além da segurança, proporcionando um ambiente melhor, valorizando a cidade, devolvendo á população prazer de estar nas ruas, de sentir a cidade.  A troca da iluminação pública é uma das grandes realizações da prefeitura.

Medidas

Interessante é que o estudo aponta mais duas ações para reduzir a violência: a multiplicação de áreas verdes públicas, em espaços de terrenos baldios e abandonados e o aproveitamento de imóveis abandonados, com sua recuperação e uso de forma que eles não se tornem refúgio de delinquentes.

Cracolência

Essas duas últimas ações se mostram necessárias no momento em que se identifica a formação de cracolândias no centro de Rio Branco, por descaso dos setores de segurança e de assistência social.

Purussauro

Foi descoberto no alto Are mais um fóssil do purussauro, espécie de crocodilo gigante que viveu há milhões de anos na região e que fez a fama paleontológica do Acre.

Equipe

Uma esquipe da UFAC, comandada pelo experiente professor Alceu Ranzi, que primeiro identificou os fósseis da espécie, já estaria se deslocando para fazer o resgate dos ossos do animal, uma importante descoberta científica.

Brincadeira

Já tem gente dizendo que pode ser o fóssil de um dos políticos da região, que não sobreviveu às mudanças da política local. Não se sabe se de direita ou de esquerda!

Afinado

Ao participar de seu primeiro compromisso público com o governador, na abertura dos trabalhos da Expoacre, o novo presidente da Emater, Tião Bocalom mostrou que está afinado com o discurso oficial e deu apoio total às propostas de agropecuária do governo.

Cara fechada

Bocalom está encarado algumas caras fechadas de seus antigos aliados do PSL, a maioria sem um voto, esquecidos e no ostracismo. Mas prova que é uma grande aquisição para o governo. A coluna aposta em um crescimento de seu nome dentro da administração.

Calado

Depois de votar a favor da reforma da Previdência, o deputado Jesus Sérgio esta na muda, esperando para ver como fica. Ele reconhece que as atenções do PDT não estão sobre ele, mas em sua colega de partido, a deputada Tábata Amaral. Ele só acompanha de longe, sem se expor.

Quadrilha

O quadrilhódromo da prefeitura provou ser uma obra de grande utilidade para a capital, para o lazer, a tradição e a cultura e foi palco da final do concurso de quadrilhas que deu a vitória à junina Pega-Pega.

Festa

A final foi uma festa bonita, alegre e que juntou tradição e modernidade, com enredos únicos em cada agremiação, A Pega-pega foi a vencedora, levando o primeiro campeonato realizado na casa de Cultura, seguida dos grupos Matutos na Roça,  Junina Malucos na Roça; Sassaricando na Roça e Assanhados na Roça.

Evangélicos

Em Epitaciolândia, acontecerá no começo de agosto a semana evangélica, promoção conjunta de 35 igrejas, sob a organização do pastor Eliseu Moreira e apoio do prefeito Tião Flores.