Coluna Bom Dia

Diálogo

O governador Gladson Cameli mostrou disposição ao diálogo, assim que foi procurado para marcar uma conversa com os empresários, confirmando a reunião para segunda-feira, antes de sua viagem para Brasília. Os empresários esperavam  encontrar o governador no outro final de semana quando ele retornasse de viagem,  mas o governador mostrou seu interesse em resolver logo os problemas e debater as necessidades na categoria.

Encontro

O encontro foi promovido pelos empresários João Salomão e o Orleilsson Cameli, primo do governador, com o objetivo deresolver impasses e entraves no desenvolvimento das ações econômicas e da produção no estado.

Pensão e alívio.

O clima de tensão que antecedeu a reunião, com encontros quentes entre os empresários, parece ter desanuviado com a decisão do governador de antecipar a conversa com os representantes da classe produtora, com extrema boa vontade e a intenção de chegar a um bom acordo.

Presenças

Consultados sobre quem deveria estar na reunião, empresários propuseram a presença dos secretários do chamado grupo estratégico de gestão, da secretaria de indústria e comércio, e do secretário de Meio Ambiente. Estará ainda o secretário de infraestrutura. Quorum ideal para que as soluções sejam encaminhadas de pronto.

Conversa

O governador Gladson Cameli mostra que está interessado e que leva a sério a proposta de diálogo construtivo. Ele, já havia dito que não liga para críticas e fofocas nas redes sociais, mostra-se corretamente  disposto a encontros frente a frente para solucionar possíveis mal-entendidos

Agenda

Agenda dos empresários é ampla e vai da necessidade do governo reativar os investimentos até na facilitação e anulação de multas e infrações que só impedem e atravancam o processo produtivo.

Preços

Os empresários também querem debater o decreto que fixa as normas para formação de preços nas licitações que, para eles, beneficia em excesso em empresas de Rondônia, especialmente as que se situam em Guajará-mirim e aproveitam benefícios da zona franca.

Incentivos

Queram também incentivos para a indústria e para a substituição é financiamento de ICMS. Nada que seja específico do Acre, mas adaptação de legislações estaduais que tratam do mesmo tema.

Rua vontade

Há muito boa vontade do governador em encontrar soluções. Para ísso, terá que destravar alguns setores de governo, ainda muito presos à orientação de segurar o caixa para gastar apenas mais para o final do ano. Os empresários alegam que essa prática pode prejudicar e muito a economia acreana.

Percussão

Foi muito grande e excelente a repercussão do Editorial de ontem de A Tribuna. O texto foi visto como um incentivador e um facilitador para a reunião na segunda-feira.

Objetivo

Foi esse exatamente o objetivo do editorial publicado por A Tribuna. Poder colaborar, chamar a atenção para a necessidade de se conversar, buscar consensos e não conflitos. A Tribuna pensa que esta é a função da Imprensa

Elogios

O editorial foi elogiado por empresários, por especialistas e  autoridades do próprio governo. É assim que se buscam soluções. É preciso construir a estrada do entendimento.

Futuro

O governador Gladson Cameli está mesmo disposto a implantar uma nova dinâmica em sua administração. Acabou o tempo de estudos e análises. É hora de ação. O governador é conhecido como um homem prático, formado na iniciativa privada e muito pouco afeito à burocracia e procrastinação. Deu um recado para quem quis ouvir.

Saíram

Foi com muito alívio que a população e as autoridades do Acre encararam a transferência de Marcola e outros criminosos do presídio federal de Rondônia para o presídio de Brasília

Segurança

O esquema de segurança que havia sido montado em Porto Velho não poderia durar para sempre e, suspenso, haveria riscos de resgate dos líderes de facções ali detidos. Antes a saída deles de perto da fronteira acreana

Ideia

Até hoje não se sabe de quem foi essa ideia de colocar os mais perigosos bandidos brasileiros a poucos quilômetros da Fronteira internacional. Era uma ignorância exemplar. Ainda bem que a  ordem foi revertida.

Gozação

Não faltaram os memes e gozações da internet que os bandidos foram transferidos para Brasília, nas redes sociais o comentário é que estão onde deveriam estar, junto de muitos outros em Brasília. A coluna só registra e não comenta.

Impasse

Depois de muito agito, muita confusão, muitos ataques nas redes sociais, parece que a questão entre o governo e a diocese  no financiamento do Hospital Santa Juliana e da colônia Souza Araújo deve entrar em ritmo de solução. A coluna pergunta: de que serve criar tantas intrigas? Não seria melhor buscar logo o diálogo,  sem ataques?

Professores

A diretora de uma escola a capital ficou abismada quando recebeu os alguns dos novos professores contratados no concurso e eles ficaram ainda mais apavorados com o que encontraram, as exigências e necessidades que os esperavam nas salas de aula.

Preparo

Muitos esperavam que seria fácil a tarefa de ser professor. Quando chegaram na escola e viram o tamanho do desafio que é o magistério, saíram literalmente correndo

Abandono

Um desses professores, selecionado para disciplina de matemática disse que não ia ficar, que tem uma pequena empresa e não esperava que fosse tão difícil trabalhar como professor.

Padrinho

Outro professor disse que iria procurar um padrinho político para tentar conseguir um Cargo comissionado no estado, que era bem mais fácil do que ser professor e trabalhar na escola. Para ver que a seleção não teve mesmo apadrinhamento. Ele vai buscar o padrinho exatamente para escapar da seleção realizada.

Tabulação

Outro professor classificado, em outra escola, foi indicado pela direção para fazer a tabulação da avaliação diagnóstica. Foi o que bastou para ele correr  e se recusar a  assinar o contrato. Isse que não trabalharia nisso de jeito nenhum, que não precisa e vai procurar outro trabalho.

Nível

Infelizmente, é a comprovação do baixo nível de formação as pessoas que desejam ingressar no Magistério. E é mais uma razão para se glorificar e valorizar o professor, que enfrenta tantas dificuldades e mantém viva a chama do ensino, o desejo de ajudar a formar novas gerações

Arrocho

O jornal O Globo e o portal G1 fizeram um estudo e analisaram que, o com onovo corte no orçamento Federal, a verba a ser liberada para custeio e investimentos pelo Governo Federal ficará no nível mais baixo dos últimos 10 anos. Em outras palavras, menos dinheiro para estados e municípios.

Corte

O corte foi determinado para que o orçamento se enquadra nos critérios de ajuste fiscal e para o pagamento de juros da dívida. Enquanto isso, os estados ficam chupando dedo.

Encontro

No encontro de governadores no Amapá, este deverá ser um tema fundamental. Pouco adianta o governo federal cobrar ajustes dos Estados, se não é capaz de financiar uma arrancada Econômica desses entes federativos. Todo mundo com a bolsa na mão, procurando uns trocados.

Consórcio

Entre os assuntos a serem discutidos pelos governadores do Norte do país estará a formação e o desenvolvimento de consórcios para investimentos e para a criação de parcerias interestaduais e públicos-privada. O Acre tem muito interesse nisso.

Iluminação

Um dos primeiros consórcios pode ser voltado para a implantação de energia fotovoltaica na iluminação pública. Uma tendência em todo o país. Outro consórcio pode acontecer na área de saúde, principalmente na compra de insumos e medicamentos.

Encontro

O encontro Estadual do PT, que em anos anteriores acontecia em ambientes sofisticados, acontecer nos dias 30 e 31 de março no gabinete do deputado Daniel Zen, no Conjunto  Tropical. Sem pompa, sem circunstâncias, mas com pés no chão para a reconstrução do partido

Ingressos

Para auxiliar as Finanças do PT, serão vendidos ingressos para uma feijoada de encerramento, ao preço de R$ 20 por cabeça. Não há dúvida de que está barato. É o PT voltando, como deve ser, às origens.