STF decide que goleiro Bruno deve voltar à prisão imediatamente

Bruno foi condenado a 22 anos e três meses de prisão em março de 2013, por homicídio triplamente qualificado e outros crimes. Os ministros julgaram a medida na tarde desta terça-feira (25).



Justiça Acreana condena 39 integrantes de facção criminosa
Polícia Civil realiza operação e cumpre mandados em Rio Branco e Porto Acre
Marcus Alexandre cumpre extensa agenda de trabalho em Brasília
CAPA DO DIA

LEIA O JORNAL