Acre registra duas mortes por covid-19 no interior do Estado

Cezar Negreiros

Acre registrou apenas dois óbitos em 72 horas, mas todas as vítimas eram do interior do estado, nenhum caso na última segunda-feira (dia 21). Em contrapartida, foram contabilizados 165 novos casos da doença nos três dias, segundo o boletim epidemiológico do Departamento de Vigilância em Saúde (DVS).

A primeira vítima era um aposentado de Feijó que tinha 83 anos, que veio a óbito no domingo no Instituto Nacional de Traumatologia e Ortopedia do Acre (INTO-AC), enquanto a segunda era uma moradora de Sena Madureira de 27 anos, que faleceu no último sábado (dia 19) na mesma unidade hospitalar. “A covid-19 é uma doença que parte dos pacientes que a contraem precisam de internações hospitalares, exames especializados”, declarou o médico infectologista, Eduardo Farias.

O estado contabiliza agora 649 óbitos e 27.106 contaminados no estado, mas a  capital acreana desponta com 403 óbitos e10.417 casos, seguido de Cruzeiro do Sul, com 59 mortes por covid-19 e  3.382 contaminados.  O município de Brasileia registrou 20 óbitos, Feijó contabilizou 19 óbitos, Porto Acre, com 15 óbitos,  Epitaciolândia e Tarauacá, com 14 mortes. A cidade de Sena Madureira e Xapuri, com 13 óbitos; Senador Guiomard, com 12 óbitos. 

Farias destacou ainda, que os pacientes que apresentam complicações clínicas necessitam de uma UTI, coisa que muitos municípios não têm nas unidades hospitalares. Os demais municípios acreanos ficaram assim distribuídos: Mâncio Lima, com 12 óbitos;  Acrelândia e Assis Brasil, com 9 mortes;  Bujari e Capixaba, com 7 óbitos; Manoel Urbano, Santa Rosa do Purus  e Porto Valer, com 2 mortes;  Marechal Thaumaturgo e Jordão, com 1 óbito; Plácido de Castro, com 8 mortes; Rodrigues Alves, com 7 óbitos.  

A Secretaria Estadual de Saúde do Acre (Sesacre) emitiu uma nota informando que foram notificados 69.199 casos suspeitos da doença, sendo que 42.093 casos descartados, porque a sorologia deu negativa para covid-19. Esclareceu que não tem nenhum  teste aguardando análise pelo Laboratório Central de Saúde Pública do Acre (Lacen) e pelo Centro de Infectologia Charles Mérieux. O levantamento aponta que apenas 77 pacientes continuam internadas, mas que 24.370 pacientes já receberam alta médica, pois estão curadas da doença.