Acre registra mais cinco mortes de covid-19

Cezar Negreiros

Mais cinco mortes por covid-19 e 276 novos casos da doença nas últimas 24 horas, o estado contabiliza agora 297 mortes e 11.263 infectados. As vítimas desta vez foram três homens e duas mulheres, com idades que variavam entre 63 e 77 anos. De acordo com o levantamento disponibilizado pelo Departamento de Vigilância em Saúde (DVS), quatro óbitos foram registrados na capital acreana e um em Mâncio Lima.

O cacique da etnia dos Puyanawa Mário Cordeiro de Lima (77 anos), lutava pela vida num leito de UTI (Unidade de Tratamento Intensivo) desde a semana passada, mas não resistiu e morreu no dia de ontem no Hospital do Juruá, em Cruzeiro do Sul. O sertanista Antônio Macêdo Mario chegou a usou as redes sociais para pedir as autoridades que o corpo do líder indígena fosse liberado para ser sepultado na aldeia do Barão, no município de Mâncio Lima. “Mario Puyanawa liderou o movimento indígena do Vale do Juruá e que Deus (Papayinsin) lhe receba em sua gloria e te coloque em bom lugar”, destacou.o representante do movimento.

Aproximadamente 235 pacientes internados por causa da doença, segundo levantamento da Secretaria Estadual de Saúde. Os números estão assim distribuídos: 70 pacientes acima dos 70 anos, 56 pacientes com 50 anos, 40 pacientes na faixa etária dos 60 anos, 25 pacientes com 40 anos de idade e 25 pacientes com idade que varia dos 30 aos 39 anos. Em contrapartida, 16 pacientes jovens que tiveram complicações e precisaram de internação. Sendo quatro crianças com menos de 10 anos, enquanto cinco na faixa etária dos 10 e 19 anos de idade e sete jovens com 20 anos.