Bilionários estadunidenses ficam 434 bilhões de dólares mais ricos na pandemia

A fortuna total dos 623 bilionários dos EUA passou de 2,9 trilhões de dólares para 3,3 trilhões desde o começo da pandemia do novo coronavírus
22 de maio de 2020, 10:53 h Atualizado em 22 de maio de 2020, 12:10

247 – Enquanto a crise causada pela pandemia do novo coronavírus tem afetado o comércio e a economia, um grupo não está sentindo os efeitos negativos dela. São os bilionários dos EUA, que ficaram ainda mais ricos desde o começo de março, revela reportagem do portal Exame.

É o que revela uma pesquisa publicada pelas organizações americanas Americans for Tax Fairness e Institute for Policy Studies e divulgada pelo site da Business Insider.

Segundo o estudo, desde o dia 19 de março, quando os Estados Unidos começavam a se fechar contra o coronavírus, o patrimônio dos mais ricos cresceu 434 bilhões de dólares.

Ainda de acordo com a pesquisa, Jeff Bezos, Bill Gates, Mark Zuckerberg, Warren Buffett e Larry Ellison faturaram 75,5 bilhões nesse período