Boca do Acre segue decreto do Amazonas e limita atividades

Boca do Acre vai implantar as medidas de restrição, sanitárias e de isolamento determinadas pelo governo do Amazonas. Na manhã de ontem, a promotora de justiça, Miriam Figueiredo, o tenente e comandante da PM, Bruno Almeida, o comandante do guarda civil municipal, Jucean Negreiros e o policial civil, João de Deus, se reuniram no prédio do Ministério Público, naquele município, para definir como implantar as novas normas.

Será feito um trabalho de conscientização na cidade, para esclarecer o que será ou não permitido.

Essas serão as regras:

Para os empresários:
Ficarão fechados: Bares, boates, banhos e igrejas.
Funcionarão em caráter intermitente, ou seja, até um certo horário: Lanches e restaurantes até às 19 horas, após isso somente em modalidade delivery. As academias de ginástica somente poderão funcionar até às 19 horas.

Para o cidadão comum: A partir de ontem, o toque de recolher será dado às 19 horas, salvo deslocamento para o trabalho. O consumo de bebidas alcóolicas pode ser feito mediante a compra para ser consumido em casa.

O efetivo da polícia militar, guarda civil municipal e a promotoria vão fiscalizar os ambientes e as pessoas. O não cumprimento das medidas pode incorrer em prisão, multa e outras sanções penais.