Caixa suspende atendimento em agência após atendente contrair covid-19


publicidade

Cezar Negreiros

Uma bancária da Caixa Econômica Federal (CEF) foi infectada pelo coronavírus e o atendimento na agência do bairro Estação Experimental foi  suspenso temporariamente para a desinfecção do local. A atendente foi afastada na semana passada após apresentar os sintomas da doença, mas o resultado do exame com sorologia positiva, só saiu na última terça-feira (dia 28) e a gerência optou por suspender as atividades no pronto atendimento, onde ficam os caixas eletrônicos para higienização do local

A promotora Alessandra Garcia Marques, responsável pela Promotoria Especializada de Defesa do Consumidor  do  Ministério Público do Estado do Acre (MPAC)  instaurou um procedimento investigatório para apurar as medidas de prevenção contra a covid-19 que estão sendo adotadas pelas instituições bancárias em Rio Branco. No procedimento, assinado pela promotora de Justiça, o MPAC determina, entre outras ações, que sejam expedidos ofícios aos bancos em atividade na capital para que informem, com urgência, as medidas que adotaram para evitar aglomerações das pessoas que buscam o auxílio emergencial do risco de contágio da doença entre seus consumidores e empregados.

Solicita do Procon/AC, uma fiscalização em todas as agências bancárias em funcionamento, para verificar a existência de aglomerações e a adoção de medidas de prevenção. A promotora de Justiça ressalta ainda que o procedimento não versa sobre a Caixa Econômica Federal, instituição bancária responsável por intensa movimentação de consumidores, mas determina a expedição de ofício ao Ministério Público Federal, para fins de conhecimento. (Com informações da Agência de Notícias do MPAC)