Cidade do Povo traz segurança e melhora a vida dos moradores


publicidade

cdp-580x346

Jamiele Maia e Francisco Nascimento se mudaram há dois meses para a Cidade Povo. Eles moravam no bairro Preventório, às margens do Rio Acre. “O medo era constante na nossa vida. A cada chuva mais forte, arrumávamos tudo, pegávamos nosso filho e íamos para casa de parentes, com medo de desmoronar”, relata Nascimento.

A casa em que a família morava era de madeira, em palafitas, numa área em que o risco de deslizamento de terra era muito grande. Também não tinham acesso a esgotamento sanitário.

Nesse ambiente eles criavam o filho Gustavo, de dois anos. “Nosso filho vivia dentro de casa, não tinha como ele brincar. Para você ter ideia, nem banheiro havia, apenas uma “casinha”, que ficava na beira do barranco”, relata Jamiele.

Há dois meses, a vida da família mudou completamente. Eles foram contemplados com uma casa na Cidade do Povo, um local cercado de toda infraestrutura: água tratada, rede de esgoto, pavimentação e sem riscos de desmoronamento.

Uma casa simples, mas em alvenaria, com banheiro dentro de casa, pia, dois quartos. “Estamos muito felizes, agora a gente pode criar melhor nosso filho”, diz Nascimento.

Saneamento básico na Cidade do Povo

O governo do Estado, em parceria com o governo federal, já construiu nesta primeira etapa de obras na Cidade do Povo mais 26 quilômetros de rede de esgoto, quase 21 de rede de água e cerca de 20 quilômetros de rede de drenagem. Juntos, foram investidos mais de R$ 23 milhões.

Uma obra que não é visível está debaixo da terra, mas é sentida pelos moradores, que recebem água na torneira diariamente, não enfrentam mais a lama nem o esgoto a céu aberto.

Todo esgoto doméstico produzido na Cidade do Povo é coletado e tratado na Estação de Tratamento de Esgoto (ETE) da Cidade do Povo. Inaugurada em agosto de 2014, opera com capacidade total e trata 50 litros por segundo de efluentes.

Os resíduos são levados por meio de gravidade e bombeamento para a estação, que utiliza tecnologia de ponta, o que há de mais sofisticado no setor, com filtro biológico, fazendo com que a água devolvida ao rio alcance altos níveis de limpeza.

Um segundo módulo da ETE Cidade do Povo já está em processo de licitação. A nova construção vai atender a segunda fase de obras do empreendimento.