Coluna Acre em Foco

Deitando e rolando

O PSDB e a mídia golpista estão querendo deitar e rolar na falsa história criada e alimentada por eles de que o deputado federal Leo de Brito (PT-AC) estaria fazendo parte de um suposto acordo entre o Palácio do Planalto e o presidente da Câmara, Eduardo Cunha, para inocentá-lo no Conselho de Ética.

 

Sem convicção

Ontem, o jornal O Globo quis porque quis tornar verdadeira a história do PSDB sobre Leo de Brito jogando no meio dela o senador Jorge Viana. E, o que é pior, confrontando o senador com o deputado petista e deixando a entender que Leo não tinha convicção que votaria pela ética e o decoro no Conselho.

 

Posição do deputado

E que, por isso, segundo o jornal debitou ao senador, o deputado teria ido perguntar a Jorge Viana qual deveria ser a sua posição no Conselho de Ética. “Alguns dias antes, ele (Leo de Brito) foi me perguntar sobre como deveria agir em relação ao caso de Eduardo Cunha e eu disse: ‘seja ético”, publicou O Globo sobre Jorge Viana.

 

Novo confronto

Em matéria publicada três horas depois da matéria de Jorge Viana, o mesmo jornal O Globo publicou entrevista com Leo de Brito, desta vez invertendo o jogo, confrontando o deputado com o senador, ao destacar a estranheza de Leo em relação as declarações atribuídas a ele pelo senador Jorge Viana.

 

Estranheza

“Causa-me estranheza e perplexidade as declarações do Senador Jorge Viana. Ele é uma das poucas pessoas com quem conversei sobre o caso Eduardo Cunha, uma demonstração de respeito, confiança e lealdade. Sabe que vou votar pela admissibilidade (do processo de Cunha)”, assinalou Leo de Brito.

 

Jorge sabia

E o deputado completou, segundo O Globo: “(Jorge Viana) Sabe que haveria reunião do Conselho de Ética e que haveria pedido de vistas, portanto, não haveria votação. Sabe que fui ao Acre na mesma agenda do ministro do Turismo que ele participou, pré-agendada desde o início da semana”.

 

Sem acordo algum

Ainda na entrevista, O Globo destacou a afirmação de Leo de Brito de que não participará de acordo algum para salvar Eduardo Cunha. “Eu não irei participar de acordo algum. Votarei esta semana pela admissibilidade do processo (de Cunha)”, publicou o jornal carioca sobre Leo de Brito.

 

Tucano Rocha

Enquanto O Globo armava para cima de Jorge Viana e Leo de Brito no plano nacional, o deputado tucano Wherles Rocha (PSDB-AC) tratava de ir ao site AC24 Horas espalhar que Leo de Brito estaria disposto a sair do Conselho de Ética como “manobra para salvar Cunha”.

 

Aliado do PT

“O tucano (Rocha) coloca em dúvida a postura do deputado Léo de Brito (PT), que estaria se preparando para abandonar o cargo na Comissão de Ética da Casa que será responsável pela análise das denúncias de corrupção apresentadas conta Cunha, ‘um aliado do governo do PT’, diz Rocha”, assinalou o site.

 

Factoides políticos

Ou seja, assistiu-se ontem mais uma orquestração, desta vez na ponte aérea Brasília-Acre, para tentar dar crédito aos factoides políticos que o PSDB começou a criar e repassar para a mídia golpista desde que a hipótese de impeachment da presidenta Dilma começou a perder peso político e a sumir do noticiário nacional.