Coluna Acre em Foco

Léo defende Tião

O deputado Léo de Brito (PT-AC) repudiou ontem de forma veemente da tribuna da Câmara a acusação feita contra o governador Tião Viana de receber recursos ilegais de campanha de empresa investigada pela Polícia Federal na Operação Lava Jato.

Conduta ilibada

“O governador Tião Viana tem uma conduta ilibada e irretocável para receber qualquer recurso de forma ilegal para sua campanha eleitoral”, afirmou o deputado, ao falar da decisão tomada pelo Superior Tribunal de Justiça (STJ) de abrir inquérito contra o governador acriano a pedido do Ministério Público Federal.

Sem prova alguma

Léo de Brito leu a nota pessoal divulgada ontem pelo governador se defendendo da acusação feita, sem prova alguma, pelo ex-diretor de Abastecimento da Petrobras, Paulo Roberto Costa, que está sendo processado por Tião Viana por crimes de calúnia, injúria e difamação.

Longe da podridão

Na nota, Léo de Brito destaca a parte em que o governador Viana classifica a Operação Lava Jato como uma podridão. “A despeito de citação da minha pessoa com a tal Operação Lava Jato, eis a minha posição: estou muito longe dessa podridão; essa podridão está muito longe de mim”.

Delação por um fio

O líder da bancada do PT, deputado Sibá Machado (PT-AC), alertou ontem para o risco que corre o instituto da delação premiada, à medida que não se mostram provas que corroborem as versões apresentadas por réus confessos, como os da Operação Lava-Jato, que investiga desvios de recursos da Petrobras.

Presidente da Câmara

“O processo de delação premiada está por um fio”, disse o líder petista durante a sessão de ontem da CPI da Petrobras em que se ouviu o depoimento espontâneo do presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), um dos indicados pelo procurador-geral da República, Rodrigo Janot, para responder a inquérito no STF.

Carinho de Dilma

O deputado federal César Messias (PSB) foi às redes sociais para destacar que a visita da presidente Dilma ao Acre na quarta-feira comprova o carinho e respeito que nutre pelo Estado ao se comprometer em buscar reduzir os impactos da sua maior tragédia natural.

Locais mais alagados

“A presidente fez um sobrevoo pelos locais mais alagados, conheceu os abrigos e conversou com as pessoas afetadas pela maior tragédia natural que já vivemos. Diante do que viu, a presidente se mostrou solidária e garantiu nos ajudar na reconstrução das cidades atingidas liberando”, assinalou César Messias.

Rio Acre sobe

O Portal G1, da Globo.com, destacou que, em Rio Branco, o Rio Acre subiu ontem dez centímetros em três horas e marcou 16,20 metros, na medição das 9h, após oito dias de vazante. Apesar da subida, a Defesa Civil não acredita  que o nível atinja a marca histórica de 18,40, registrada em quatro de março.

Muita chuva

No entanto, segundo o portal, a Defesa Civil afirma que o rio deve continuar subindo, já que a previsão é de muita chuva na região. “Temos previsão de mais chuva para os próximos dias pelo menos até o dia 18 deste mês. Choveu aqui em Rio Branco esta madrugada, nesse momento chove muito em Xapuri e em parte de Brasileia”.

Sem nível máximo

Para o Portal G1, as subidas do rio em Brasileia e Xapuri refletem na subida do Rio Acre em Rio Branco. “Não é possível precisar quanto mais ele deve subir, mas será dificil que ele suba até o nível máximo que chegou que foi de 18, 40 metros”, disse acreditar o capitão Claudio Falcão, do Corpo de Bombeiros.