Coluna Acre em foco

Boa notícia
O governado Tião Viana entra reeleito em 2015 com uma notícia muito alvissareira para o futuro de seu governo. O Acre caminha firme para se tornar o maior criador e exportador de peixes de cativeiro de toda a Amazônia brasileira.

Muita produção
O Ministério da Pesca e Aquicultura informou que o estado, que será governado por mais quatro anos pela Frente Popular, saiu de uma produção de 4,1 mil toneladas de pescado em 2010 para 20 mil toneladas em 2014, com perspectiva de pular para 25 mil toneladas em 2015.

Quarteto próspero
Usando as mais modernas tecnologias, tanto na fase da criação quanto na industrialização, o segundo governo de Tião Viana pretende fomentar em muito o aumento da produção do próspero quarteto formado pelo peixe, frango, porco e carneiro.

Cesta da economia
Esses quatro alimentos básicos vão se somar ao aumento da produção e da industrialização da castanha, da borracha, da madeira de manejo, das frutas tropicais, do turismo e da pecuária, para formar uma grande e forte cesta da economia acreana.

Independência
Será com esta cesta, que terá a participação direta de seus milhares de pequenos produtores rurais, que o Acre quer se tornar, nos próximos anos, independente dos recursos federais para continuar crescendo e oferecendo uma qualidade de vida cada vez maior para sua população rural e urbana.

Novo Acre
Essas são as verdadeiras perspectivas com as quais o Acre entrará amanhã no novo ano, com o governador Tião Viana apostando na nova classe média rural que irá transformar o estado naquilo que ele costuma chamar de “um novo Acre”, bem mais forte econômica e socialmente.

Salário mínimo
O governo Dilma Rousseff publicou no Diário Oficial da União de ontem o decreto que institui em R$ 788,00 o valor do novo salário mínimo do país a partir de amanhã, 1º de janeiro. O novo salário representa reajuste de 8,8% em relação ao atual salário de R$ 724,00, que vai vigorar até a meia de hoje.

Festa de Dilma
Começaram ontem mesmo na Esplanada dos Ministérios, no Congresso Nacional e no Palácio do Planalto os preparativos daquela que deve ser considerada a maior festa popular da capital federal durante a posse de um presidente da República.

30 mil convidados
Trata-se da posse da presidenta reeleita Dilma Rousseff, que deve reunir mais de 30 mil convidados no centro político do país. O roteiro da festa inclui desfile em carro aberto, cerimônia no Congresso, discurso ao povo no Palácio do Planalto, posse de ministros e termina com recepção no Palácio Itamaraty.

Desfile presidencial
Transmitida pelas principais televisões do país, a festa começa às 14h30 de amanhã, quando presidente Dilma Rousseff deve sair do Palácio da Alvorada, seguindo em carro fechado até a Catedral Metropolitana e dali irá de Rolls-Royce presidencial até o Congresso Nacional.

Fala ao povo
No Congresso, Dilma e o vice-presidente Michel Temer tomam posse e a presidenta deve fazer seu primeiro discurso. Em seguida, a presidenta vai para o Palácio do Planalto, onde falará ao povo do parlatório, receberá cumprimentos de convidados do mundo inteiro, a quem vai recepcionar depois no Itamaraty.

Deixe uma resposta