Coluna Bom Dia


publicidade

De volta

A Assembleia Legislativa retorna ao trabalho na terça-feira em meio à onda de incerteza que cobre a política acreana, por conta dos movimentos do governador Gladson Cameli, em relação aos partidos e candidatos à eleição da Capital. Como ninguém sabe o que vai acontecer, os debates sobre o tema devem ficar nas generalidades. Ninguém vai se arriscar a meter a mão na cumbuca.

 Quem é quem

Com o clima de total indefinição da posição a ser efetivamente adotada pelo governador, ninguém sabe quem é quem na fila do leite. Melhor manter o jogo no meio de campo com passes para o lado, do que se arriscar no ataque, em busca do gol, sem ter uma defesa bem posicionada.

 Confusão

A ida do governador para o PSDB, se concretizada, vai deixar ainda mais em pé os cabelos dos bolsonaristas do PSL local. Eles precisarão engolir mais uma depois de ligados diretamente ao PSDB. Desta vez, uma aliança com os tucanos identificados com  o novo arqui-inimigo de Bolsonaro, o governador João Dória, culminando com a ida de Gladson Cameli, sob as bênçãos do governador paulista, apoiando uma candidata com viés de centro-esquerda. Isso pode causar problemas cardíacos nos mais suscetíveis.

Como fica

O governador Gladson Cameli sempre foi considerado um fiel aliado do presidente Bolsonaro, Ele trabalha em perfeita integração com outro nome bastante próximo das ideias do presidente, que é o senador Marcio Bittar. O Acre depende muito da boa vontade de Bittar e das suas articulações, para ampliar recursos no orçamento da União do próximo ano, que está sendo elaborado sob a presidência do senador acreano. Como o governo federal poderia encarar essa aliança de Gladson, convidado por João Dória para o partido tucano?

 Cético

O deputado José Bestene não está engolindo essa pretensa negociação de Gladson com o PSDB. Disse ontem que se Gladson for mesmo para aquele partido, estaria dando um tiro no pé.

 Articulações

A Assembleia deve promover articulações esta semana para que as sessões continuem mesmo com a campanha eleitoral começando a pegar fogo. Entretanto, haverá pouco tempo para discutir o assunto nessa semana da volta ao trabalho, já que quinta-feira será feriado, pelo início da Revolução Acreana.

 Nome

Deve chegar Assembleia esta semana a indicação do nome da auditora Maria de Jesus para o cargo vacante de conselheira do Tribunal de Contas. Ela terá que passar por uma sabatina na comissão especial a ser criada, prevista em lei. Mas um grupo minoritário de deputados pretende ainda questionar, defendendo que o nome deve ser indicado pelo parlamento. Não deve prosperar.

Assustador

Chega a ser assustadora a notícia de que, só este ano, dois mil micro empreendedores fecharam as portas no Acre, A pandemia é a principal causa, deixando essas empresas sem rumo e sem clientes. Estudos ao redor do mundo mostram que a recuperação Econômica pós Covid não será imediata e pode levar até alguns anos.

 Ajuda

Esses empreendedores, como todo o setor de Comércio e Serviços, poderiam receber mais ajuda. Certo que o  governo e prefeitura adiaram a validade de certidões e alvarás. Um ponto  positivo. Mas não foi determinada a paralisação dos processos de execuções fiscais. Ou,seja, a maioria dos empresários estão ainda com a corda no pescoço.

 Reunião

A Secretaria de Educação promove amanhã grande reunião para debater protocolos para a volta das aulas presenciais, ainda sem data marcada. É importante esse debate e  está sendo levado com responsabilidade. A volta às aulas deve ser pensada levando em conta a saúde de estudantes, servidores e professores. Manaus decretou volta às aulas nessa terça-feira. Será a primeira Capital a dar esse passo. Servira a manos para verificar como a experiência vai funcionar.

 Enquete

Xapuri realiza enquete para saber da população o pensamento sobre a volta às aulas. A respeito disso, levantamento do Centro de Liderança Pública mostra que as cidades que fizeram a abertura do isolamento tiveram recrudescimento dos casos da epidemia. Todo cuidado é pouco.

 Pagamento

Empresa que faz a identificação por impressão digital das vítimas de homicídio no Acre parou os trabalhos cobrando R$ 800 mil do governo. A falta desta identificação pode prejudicar direitos como indenização e até processos judiciais

 Testes

O laboratório Charles Meurieux, que faz os testes do coronavírus, teve uma falha de procedimentos, que causou a contaminação e a perda de 200 testes já coletados. A falha pode ter sido causada pelo clima de pressão sobre o laboratório, para apresentar resultados rápidos, depois de permanecer cinco dias fechado, por falta de reagentes. Quem trabalha sob violento estresse pode ser vítima de problemas.

Retorno

O ex-deputado Éber Machado prepara seu retorno à política, como candidato a vereador pelo PDT. O partido está montando uma chapa de respeito para a Câmara Municipal. Além de Éber Machado, terá outros candidatos fortes como a doutora Michiley, Fabão e Renê. O PDT vai dar trabalho.

Inacreditável

O Rio Branco Futebol Clube quer se transformar no time mais misógino do país. Além do goleiro  Bruno, a diretoria agora mira a contratação do jogador Jobson, que chegou a ser ídolo no Botafogo, mas que passou por problemas graves com a Justiça por causa da violência contra a mulher. 

Prisão

Jobson acabou uma promissora carreira por problemas extra-campo, que culminaram em agressão a sua ex-mulher em 2016. Foi preso, progrediu para o regime semiaberto e foi autorizado a sair com tornozeleira. Mas burlou as regras de uso do equipamento e voltou para a penitenciária. Esse é o novo reforço do Rio Branco.

Provocação

Parece que o Rio Branco F.C.quer mesmo provocar a ira das torcedoras e das mulheres acreanas. Neste compasso, logo, logo terá que adaptar os meias do uniforme para o uso de tornozeleira eletrônica. Há quem sugira que o clube aproveite a cor vermelha de seu uniforme e de suas tradições e faça um convênio com a facção do Comando Vermelho. Quem sabe um patrocínio?  Só falta isso.

Vacina

O governador Gladson Cameli quer prioridade para o Acre na disponibilização de vacinas, quando elas estiverem prontas. O governo brasileiro assinou protocolos que garantem a entrega de 100 milhões de doses da vacina que está sendo produzida pela Universidade de Oxford. Gladson quer garantir sua parte nisso.

Luto

Faleceu neste sábado, vítima do coronavirus, o senhor Virgílio Viana, de 68 anos, tio do senador Jorge Viana e governador Tião Viana. Ele era irmão de Wildy Viana. Ele deixa esposa e quatro filhas. Jorge Viana lamentou a morte nas redes sociais.

Realidade

Esta é a dura realidade do Acre de com mais de 500 óbitos. Só ontem foram mais quatro mortes. A Covid é uma realidade cada vez mais perto das famílias acreanas. Já são muitas as que perderam entes queridos para a pandemia.

Agosto

O mês de agosto será de definições na política acreana. Nada está definido, nem mesmo entre os que se apresentam como protagonistas da eleição. Tudo vai depender da dinâmica da política e dos interesses que permeiam a eleição deste ano e a de 2022. Será um mês ou de fortes emoções ou talvez apenas da confirmação do quadro hoje existente.