Coluna Bom Dia

Última hora

De última hora, o PC do B acabou ficando fora da coligação o que vai levar os nomes de Socorro Neri e Eduardo Ribeiro na campanha. Sete partidos assinaram a ata da convenção e o PC do B chegou a figurar até na placa oficial do encontro, mas o casamento acabou antes do altar.

Explicações

A explicação oficial é de que teria havido problemas de última hora. Durante o final de semana, esse era o principal problema da coligação e que rendeu intermináveis reuniões para decisão. No domingo, parecia que estava tudo resolvido e que o PC do B entraria tranquilamente no grupo de partidos de apoio à prefeita. Ela deu declarações nesse sentido, apaziguadora.

Exigência

O boato que correu ontem na convenção é que, de última hora, o PCdoB teria feito exigências de tratamento privilegiado a seus candidatos a vereador na agenda da prefeita e também teria imposto algumas prerrogativas em um eventual segundo mandato. Coisa que Socorro Neri não admitiria de forma alguma. Ela tem marcado sua administração por evitar qualquer tipo ver conchavo ou troca política.

Sem entendimento

O PCdoB teria levado a situação ao extremo, acenando inclusive com pesadas críticas ao governo do Estado, mesmo na coligação de apoio a sua candidata. Interessante é que o partido não viu problemas nas trocas de apoio que acontecem no interior. Queria marcar posição apenas em Rio Branco.

Direita e esquerda

Com isso, os partidos de caráter centrista ou de direita reunidos na chapa também firmaram pé e o impasse voltou com força mas segunda-feira, tendo desfecho na hora da reunião. DEM, Podemos, Solidariedade e outras legendas não acharam ruim a solução final.

Tempo

Mesmo sem o PCdoB, a coligação em torno de Socorro Neri é poderosa e mostrou união. Melhor excluir logo quem não iria somar, ou criar problemas durante a campanha. Essa parece ser o caso da instável coligação entre o PSDB é o PSL, por exemplo. A coligação de Socorro Neri será cerca de 1/3 do tempo de propaganda no rádio e TV , dois deputados federais e pelo menos oito estaduais em seu apoio, além dos vereadores.

Redes

Nas redes sociais, ontem, o comentário negativo era sobre a aliança de Roberto Duarte e a ex deputada Antônia Lúcia. Houve reclamações extremadas à indicação da pastora para vice de Roberto Duarte. As redes não gostaram. Os comentários eram de que teria rolado a promessa de muitos recursos financeiros na decisão.

Acerto

Mesmo assim, Roberto Duarte pode comemorar. Para quem estava sozinho na disputa até há alguns dias, acabou fechando uma união de quatro partidos: o seu MDB, o PL de sua vice prefeita, o PTB é o Republicanos, do deputado Manoel Marcos. Roberto Duarte é o candidato que tem mais deputados federais em seu apoio: os dois do MDB e mais o do Republicanos.

Destino

A pior constatação é a respeito do destino o PC do B . Terá que engolir as críticas e se somar, sem nenhuma vantagem, à aliança do PT com o PSOL. O PC do B foi o grande derrotado nas alianças pré-eleitorais.

Convenção

Para quem estava acostumado à grandiosidade das convenções do PT, a escolha de Daniel Zen foi pífia, mesmo diante do cenário da pandemia. Foi-se o tempo em que o PT monopolizava as atenções. Foi interessante ver, desta vez, que o partido reabilitou a tradicional cor vermelha e o discurso radical.

Amazonas

A Companhia de Selva, especialmente o publicitário Gilberto Braga,  depois de quase 30 anos, estará fora das campanhas políticas no Acre. O publicitário está em Manaus, fazendo a campanha do candidato a prefeito Zé Ricardo, do PT que, ontem, na convenção , baixou o sarrafo no prefeito Artur Neto e no ex-governador Amazonino Mendes.

Ataques

Por falar em ataques, a candidata subtenente Candeias, que se diz a representante da direita nas eleições, em entrevista exclusiva à A TRIBUNA, atacou com violenta novamente o vice-governador Rocha, a quem qualificou de “forasteiro” no PSL. Disse que seu partido virou a galinha dos ovos de ouro dp PSDB, servindo apenas para carrear dinheiro e tempo de TV.

Faxineira

Candeias disse o que o pouco caso que Rocha demonstra pelo PSL é tanto que, se não fosse o empresário Celestino Bento o vice, poderia ser até a faxineira, desde que filiada ao partido para garantir os recursos, não contando o coronel Ulysses, que virou desafeto pessoal do vice-governador.

Ulysses

Depois de defender o coronel Ulysses na convenção, Candeias disse que ele foi extremamente covarde ao fazer o acordo com Rocha, passando por cima do partido. A polêmica candidata, que acumulou inúmeras prisões em seu tempo da ativa da PM, por suas posições firmes, disse o que vai fazer campanha solo.

Promessa

Por sua vez, major Rocha declarou que está tudo certo na coligação e que ele se comprometeu no apoio à Ulysses em 2022, para a sua candidatura a deputado federal. Será que  Ulysses realmente acreditou que em 2022 Rocha deixará de apoiar a candidatura à reeleição da irmã Mara para gastar seu tempo e dinheiro com o desafeto Ulysses?

Engrossou

Quem também estaria engrossando o pescoço na campanha seria o candidato Bocalom. Disse que está certo da vitória, tanto que pretende dedicar algum tempo à campanha no Vale do Acre, em Epitaciolândia é Brasileia,  em apoio aos candidatos do partido. Seria melhor se ficasse concentrado na Capital .

Desafio

O deputado José Bestene, também anda dizendo o que vai mostrar para o governador como é que se ganha eleição. Para quem passou anos longe de cargos eletivos, Bestene anda muito animado.

Escola

As escolas privadas do Acre entraram na Justiça reivindicando o direito de reiniciarem as aulas presenciais, a exemplo do que está ocorrendo em outras capitais. Devem conseguir uma liminar.

Republicanos

O empresário Jebert Nascimento foi abandonado de última hora pelo Republicanos , que preferiu a coligação com o MDB. Líder de empresa ligadas à terceirização, Jebert ficou bastante revoltado com a situação e prometeu dar o troco.

Quase

O importante é que acabou a fase das convenções, que oficialmente se encerram na quarta-feira quando o Podemos realiza a sua, apenas para confirmar a chapa de vereadores. Agora é um novo tempo. Hora de se superar cicatrizes e conflitos e cada candidato montar suas estratégias para buscar os votos necessários.

Acessibilidade

O Tribunal Eleitoral, atendendo recomendação do Ministério Público, avisou os candidatos sobre a necessidade da presença que interprete de Libras e legendas nas propagandas eleitorais. Medida mais que correta e necessária.

Polícia

Enquanto as atenções estão voltadas para a política, a violência volta a imperar nos bairros. O Comando Vermelho divulgou vídeo nas redes sobre intensa queima de foguetes na região do Calafate, por diferentes “tropas”, como chama os seus. O Calafate está se tornando um dos maiores pontos de violência na cidade.

Mortes

No final de semana foram sete mortes e pelo menos cinco tentativas de homicídio. Bandidos chegaram a atirar por engano em uma pessoa e até pediram desculpas pelo incômodo. A política precisa dar um tempo para o combate à violência.