Coluna Bom Dia

Limite

Vinte das 22 prefeituras do Estado gastam mais que o permitido pela Lei de Responsabilidade Fiscal com o pagamento de servidores. Há algumas situações insustentáveis, como Rodrigues Alves e Capixaba, que chegam a comprometer mais de 69% dos recursos do município com o pagamento do funcionalismo público. O limite total é de 50% e o limite prudencial, recomendado, de 46,55%.

Rio Branco

Nesse indicador, Rio Branco aparece como modelo, pois o gasto com o funcionalismo está abaixo do limite prudencial – é de 44,75%. Isso mostra o esforço da prefeita Socorro Neri em cumprir a lei, em promover a transparência e o equilíbrio.

Reforma

Graças à reforma administrativa implantada pela prefeita Socorro Neri, foi possível manter a boa saúde financeira da Capital, que é referência nacional nos indicadores de gestão pública. Esta também é a razão para que não se dê ouvidos a salvadores da pátria que falam em enxugar cargos na prefeitura. Ela já é enxuta o bastante e quem assim acusa deveria ver primeiro a situação nas prefeituras de seu próprio partido.

Quadrimestre

O TCE também alertou o Estado, que no relatório do quadrimestre encerrado em agosto também mostrou valores acima do percentual permitido. O Tribunal de Contas interpelou o governo, que se justificou com os gastos extras e as necessidades da pandemia, destacando a situação de emergência, que permite a extrapolação.

Impedimento

É exatamente essa extrapolação dos limites que impede o governador de realizar algumas promessas de campanha, especialmente quanto aos salários e vantagens da área da Segurança, já se tornando alvo de protestos.

Tesouro

O Tesouro Nacional, em recente relatório, também detectou essa quebra dos limites do governo do Estado, chamando a atenção para o fato. São poucos os Estados que estão trabalhando ainda dentro dos limites da lei. O Acre, segundo o Tesouro Nacional, chega a gastar 64,2% do orçamento com o funcionalismo.

Promessas

Campanha eleitoral é tempo de promessas, mas algumas são mera cópia de eleições passadas, repaginadas, turbinadas, mas igualmente inexequíveis, impossíveis. Os mais antigos, para não dizer velhos, se lembram da campanha do então candidato Rubens Branquinho, a governador, no começo dos anos 90 que, de posse de um pincel atômico, asfaltou o Acre inteiro no mapa e perdeu as eleições. Papel aceita tudo. Redes sociais também.

Ousadas

A atual campanha já mostrou que de promessa os candidatos são bons, Minoru Kinpara prometeu passe livre de ônibus para estudantes ao custo de reduzir cargos comissionados da prefeitura, uma conta que não bate. Aliás, essa história de cortar cargos comissionados não cola mais. Uma vez no poder, é impossível conter a sanha dos aliados. Ainda mais para Minoru, Kinpara, com o vice-governador Rocha prometendo cargos para os filiados do PSL.

Ruas

Já o candidato do MDB, Roberto Duarte, prometeu asfaltar todas as ruas, 100% frisa ele, das ruas da Capital. Alguém precisa dizer a ele que isso já foi prometido antes, chamava-se Ruas do Povo e deu uma grande confusão, sem sair do lugar.

Cerâmica

Pior é o candidato Jamyl  Asfury, que tem certeza de que Deus vai ajudá-lo a convencer o Depasa a arrumar todos os esgotos da Capital e vai lajotar com cerâmica as ruas dos bairros periféricos. Menos!

Investigação

Ontem, mais gente graúda caiu nas denúncias envolvendo o Sistema S no Rio de Janeiro e outras capitais. Seria bom que essa investigação chegasse ao Acre, onde há muita poeira jogada para baixo do tapete do Sistema S.

Comitê

Como a coluna havia antecipado, Márcio Oliveira deixa a prefeitura para coordenar a campanha de Socorro Neri, compondo um time de peso na retaguarda da prefeita, junto Com Cesar Messias, Ney Amorim, Luiz Tchê e Jenilson Leite.

Aniversário

Sena Madureira completou 116 anos ontem, sem muitas comemorações, por conta das pandemias e com as balas dos confrontos entre facções substituindo os fogos de artifício. Segunda-feira será o dia Cruzeiro do Sul, com inaugurações de obras e de reformas feitas pelo governo do Estado.

Ministros

O senador Marcio Bittar trouxe dois ministros ao Acre que, pelo menos, chegaram com um cheque de R$ 45 milhões, além das eternas promessas repetidas à exaustão. Prometem também uma visita à ponte do Abunã, para apressar a obra.

Absurdo

Uma antropóloga, bastante conhecida pelas estripulias que praticou no Acre, em extensa e confusa entrevista no portal Uol acusou a comunidade da ayahuasca de praticar reiterados abusos sexuais, misturando isso com pesquisas de drogas psicodélicas. Uma denúncia séria que precisa de provas, além da prisão de falsos e não reconhecidos gurus que prometiam curas milagrosas e misturavam a ayahuasca com a mixórdia de ensinamentos pseudo-orientais.

Conhecida

A tal antropóloga, que diz que saiu do Brasil perseguida, é bem conhecida no Acre, de onde saiu com fortes acusações de biopirataria, que a levaram a fazer fortuna na Califórnia. Quem teve contato próximo com ela chegou a dizer que seu comportamento no Acre não fazia alusão a nenhum abuso sexual, ao contrário, ela era mais que espontânea e diversa na escolha e na troca constante de parceiros, se é que dá para entender que ela pegou geral.

Posição

Seja como for, a comunidade ligada ao Daime precisa dar uma resposta, se posicionar a respeito. O jornalista Altino Machado, uma voz ativa na comunidade deu seu curto veredito. Diz que ele e sua doutrina estão longe dessa globalização da ayahuasca e totalmente fora do mundo psicodélico.

Operação

Uma operação desencadeada ontem em Rondônia pela PF prendeu quatro prefeitos e um ex-deputado, acusados de desvio de milhões em falsos contratos e de promover divisão de dinheiro às escâncaras.

Acre no meio

Como sempre que acontece maracutaias, tem um acreano envolvido. É o ex-deputado Daniel Neri, acreano e irmão de criação de um importante político e assessor, que foi senador, embora sem contato político e partidário entre eles.

Domiciliar

Daniel Neri é marido da prefeita de Cacoal, Glaucione Rodrigues, também presa , e estava em prisão domiciliar, condenado a 12 anos de prisão por outro escândalo. A prisão domiciliar não impediu que ele continuasse a armar falcatruas e corrupção.

Campanha

Hoje é o último dia para registros de candidaturas em todos os municípios e a campanha começa oficialmente domingo, quando acabam as pré-candidaturas e cada um pode se assumir candidato. A propaganda de rádio e TV começa dia 9 de outubro.

Arroz

Os donos de supermercado avisam de pronto: não se espere a queda do preço do arroz. Essa alta deve continuar ao menos até março, por falta de estoques reguladores do governo federal.

Mandato

O TRE ainda aguarda a chegada de comunicado do TSE sobre o julgamento que cassou o mandato dos deputados federal e estadual. O Tribunal começa plantão este fim de semana, estará aberto e a qualquer momento pode sair a decisão. Ninguém está com a vaga garantida.